{[ promptMessage ]}

Bookmark it

{[ promptMessage ]}

a-comoditizacao-da-arqitetura

a-comoditizacao-da-arqitetura - A Comoditizao da...

Info iconThis preview shows pages 1–3. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
A Comoditiza çã o da Arquitetura por: Eric Harker Portuguese 321 Outono de 2007 Tradicionalmente, os edifícios de alta qualidade desenhados por um arquiteto são reservados aos poucos privilegiados. Porém, o método, ainda que nem seja novo, de pré-fabricação traz a qualidade a todos. Casas pré-fabricadas ou modulares são a solução dos problemas de abrigo governamental e de emergência, e também fazem menos mal ao meio ambiente. Aquilo que os museus têm feito para arte, a pré-fabricação expõe obras finas ao público geral. Chamo a esta paradigma de “a comoditização da arquitetura” e aqui pretendo definir a necessidade por um interesse renovado em pré-fab e tal comoditização. “Casa pré-fabricada” é um termo utilizado para várias coisas semelhantes, mas diferentes. As casas “transportáveis” geralmente têm um chassi de aço que é empregado para o transportes das casas e como um apoio permanente. Reciprocamente, as casas “modulares” usualmente são de maior qualidade, tamanho maior, e usam materiais caros e melhores. Tais casas são construídas em unidades, criando mais opções na configuração do produto e também melhoramentos nas materiais como granito e azulejo customizado. As casas modulares, ao invés de implementar estruturas de aço, usam madeira como uma casa comum dos Estados Unidos. 7 Há bastante tempo que as casas pré-fabricadas existem nos Estados Unidos. Uma casa pré-fabricada foi enviada da Inglaterra nos anos 1600, porém,
Background image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
as estruturas que conhecemos hoje em dia (chamadas “Kit Houses” ou casa com peças em conjunto) entraram no mercado na primeira década do século XX. Uma casa com esse padrão continha todas as peças necessárias para a construção, e assim o dono podia montá-la. The Aladdin Company foi a primeira empresa a produzir tais casas no seu catálogo, mas foi Sears, Roebuck, and Co. que teve maior sucesso vendendo mais de 100,000 do seu Kit House. 7 O arquiteto francês, Le Corbusier, desenhou vários exemplos de casas para produção em massa e no seu livro Vers une architecture (Por uma arquitetura) ele escreveu: “Se quisermos eliminar dos nossos corações e mentes todas os conceitos mortos em relação à casa, e ver a questão sob o ponto de vista crítico e objetivo, chegaremos à 'Casa-Máquina,' a casa produzida em massa, saudável (também moralmente) e bela na mesma maneira que ferramentas e instrumentos que acompanham a nossa existência são belos.” 3
Background image of page 2
Image of page 3
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}