Resenha_Licoes_de_Economia_Politica_Clas

Resenha_Licoes_de_Economia_Politica_Clas - 1 Resenha...

Info icon This preview shows pages 1–3. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
1 Resenha acadêmica Séfora Semíramis Sutil Moreira 1 COUTINHO, Maurício Chalfin. Lições de Economia Política Clássica . Tese de Livre docência apresentado ao departamento de Teoria Econômica, Área de História do Pensamento Econômico do Instituto de Econômica da Universidade Estadual de Campinas. Unicamp: Campinas, 1990. As origens da econômica política clássica Em meados do século XVIII um novo modo de ver os processos econômicos é posto na Europa. Tal processo foi iniciado no século anterior com a atenção a temas como juros, preços e câmbio. Comerciantes, “financistas, homens de governo e, eventualmente, filósofos” iniciaram debates sobre as questões relacionadas à produção (à vida produtiva). Logo, o tema “riqueza das Nações” ¹ torna-se o foco das discussões e, subseqüentemente, dos estudos economicistas. “juros, preços, taxas de câmbio”, esses temas que nasceram dos processos mercadores ganham novas técnicas à sua análise, ou estudo, através da filosofia e das ciências de, especialmente, Adam Smith e Malgrado. Estes novos métodos dão caráter mais sério e confiável à Economia que outrora atendia a interesses particulares o que Maurício Chalfin Coutinho classifica como “tendencionalidade Mercantil”. 1 Graduando em licenciatura/ bacharelado em História pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) 2014 (¹) Riqueza das Nações trata-se do tema da produção comercial e acúmulo de bens das Nações. A Riqueza das Nações é título de uma obra de Adam Smith publicada em 1776, com nome original de Uma Investigação sobre a Natureza e as Causas da Riqueza das Nações , mas ficou conhecida simplesmente por A Riqueza das Nações .
Image of page 1

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
2 “Rapidamente, a temática econômica absorve as atenções dos expoentes do pensamento da época.” Os estudos econômicos ganham o “estatuto de campo de investigação científica” – nasce uma nova ciência: Economia Política. A economia se beneficiou do “desenvolvimento das ciências naturais e do impacto desta sobre o conhecimento humano geral.” Os métodos aplicados à ec onomia anteriormente ditos, são aqueles mesmos utilizados pelos naturalistas com o diferencial de estarem, inovadoramente, sendo aplicados à sociedade humana. “Os pensadores passam a conceber a sociedade humana como um sistema, regido por leis.” A esta nova abordagem, novos problemas surgem à Economia Política. O entendimento do fundamentalismo desta nova ciência se faz necessário, Maurício Chalfin Coutinho aponta: A economia política, sem se dedicar expressamente à questão da legitimidade política, proporá, a seu modo, um encaminhamento positivo ao problema: a sociedade humana complexa e cooperativa, que pressupõe a coerção estatal, será não só uma sociedade de progresso e fartura para todos (Smith), como também uma sociedade cuja relação econômica básica pressupõe o exercício da liberdade. (COUTINHO; 1990)
Image of page 2
Image of page 3
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern