Percepção A percepção das cores.pdf

Percepção A percepção das cores.pdf - Aluno Alefe Lima...

This preview shows page 1 - 2 out of 3 pages.

Aluno: Alefe Lima Matrícula: 130099481 Turma: B Número da prática: 4 Introdução O presente resumo trata da percepção das cores, tema da quarta aula prática de percepção. Os mecanismos fisiológicos acontecem de forma automática no sistema nervoso, que identifica as necessidades, as preferências, os prazeres com base no que vê ou no que quer ver. A cor, neste contexto, é a informação do meio que mais rapidamente é captada pelo indivíduo quando comparada à forma do objeto. O tema tratado será discorrido a fim de compreender os efeitos delas na nossa percepção. A percepção das Cores Segundo Danger (1973), a visão está tanto no cérebro como nos olhos, mas o olho registra a imagem, e o cérebro constrói sentido ao que é visto. A percepção da cor é dirigida pelo cérebro em vez de pelo órgão da visão, assim a cor tem efeito sobre a mente e sobre os sentidos. Na fisiologia do olho humano os raios luminosos são convergidos para a região interna oposta ao orifício de entrada da luz, formando a imagem. A luz após passar pela córnea atravessa a coróide pela pupila. A íris envolve a pupila e regula a entrada da luz. Atrás da pupila, encontra-se o cristalino (lente biconvexa), que focaliza a imagem na retina. A retina é uma membrana fotossensível formada de células sensíveis à luz- os bastonetes- e às células sensíveis às cores e formas os cones. Na retina há três tipos de receptores, chamados cones. O primeiro é estimulado pelas ondas longas (vermelho), o segundo pelas ondas médias (verde) e o terceiro pelas ondas curtas (azul-violeta). Em ordem decrescente, há uma maior densidade de cones que são estimuladas pelas ondas longas, médias e curtas.
Image of page 1

Subscribe to view the full document.

Image of page 2
  • Spring '17
  • cores, Alefe Lima Matrícula

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern