PAULO_HENRIQUE_DE_SOUZA_ATIVIDADE2.docx - PAULO HENRIQUE DE SOUZA PASTILHAS INTERCAMBI\u00c1VEIS NO PROCESSO DE USINAGEM DE PE\u00c7AS BETIM 2018 PAULO HENRIQUE

PAULO_HENRIQUE_DE_SOUZA_ATIVIDADE2.docx - PAULO HENRIQUE DE...

This preview shows page 1 - 9 out of 25 pages.

BETIM PAULO HENRIQUE DE SOUZA PASTILHAS INTERCAMBIÁVEIS NO PROCESSO DE USINAGEM DE PEÇAS
Image of page 1
2018
Image of page 2
PAULO HENRIQUE DE SOUZA PASTILHAS INTERCAMBIÁVEIS NO PROCESSO DE USINAGEM DE PEÇAS Projeto apresentado ao Curso de Engenharia Mecânica da Instituição Faculdade Pitágoras Betim. Orientador: Carla Palma BETIM
Image of page 3
2018
Image of page 4
AGRADECIMENTOS Agradeço primeiramente a Deus por me proporcionar saúde e força para chegar até aqui, agradeço aos familiares que sempre me apoiou em momentos primordiais e aos pais, pelo amor, apoio e valores que me ensinaram. Agradeço aos colegas de trabalho, que se prontificaram a participar desta pesquisa. Agradeço aos docentes que se dedicaram para transmitir seus conhecimentos e agradeço ao tutor pelo acompanhamento e conselhos durante a elaboração deste trabalho. Agradeço a todos que, de alguma forma, direta ou indiretamente, colaboraram para a realização deste trabalho .
Image of page 5
LISTA DE FIGURAS Figura 1 xxxxxxxxxxxx .............................................................................................. 1 Figura 2 xxxxxxxxxxxx ............................................................................................... 1 Figura 3 xxxxxxxxxxxx .............................................................................................. 1
Image of page 6
SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO ........................................................................................................... 6 1.1 O PROBLEMA ......................................................................................................... 6 2 OBJETIVOS ............................................................................................................... 7 2.1 OBJETIVO GERAL OU PRIMÁRIO ........................................................................ 7 2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS OU SECUNDÁRIOS ................................................. 7 3 JUSTIFICATIVA ......................................................................................................... 8 4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA ................................................................................. 9 4.1 TIPOS DE PRECESSOS DE USINAGEM .............................................................. 9 4.1.1 Torneamento ......................................................................................................... 9 4.1.2 Fresamento ........................................................................................................ 10 4.1.3 Furação .............................................................................................................. 11 4.1.4 Retificação .......................................................................................................... 11 4.2 TIPOS DE FERRAMENTAS DE CORTE .............................................................. 12 4.2.1 Bits E Bedame .................................................................................................... 12 4.2.2 Pastilhas Intebiáveis ou Pastilhas de Metal Duro .............................................. 15 4.3 DESGASTES E AVARIAS NAS PASTILHAS COM TEMPO DE USO ................. 16 5 METODOLOGIA ...................................................................................................... 20 6 CRONOGRAMA DE DESENVOLVIMENTO ........................................................... 21 REFERÊNCIAS ........................................................................................................... 22
Image of page 7
8 1 INTRODUÇÃO A usinagem é caracterizada por reduzir a seção de uma peça metálica ou não metálica a uma forma, dimensões, acabamento ou ainda uma combinação qualquer desses três, através da remoção de uma porção material da peça pela ferramenta sob a forma de cavaco. Antes do surgimento do referido sistema usinagem com pastilhas intercambiáveis, houve outras soluções, mas nada com tamanha importância, como por exemplo, a utilização de Bits e Bedames. Nos últimos anos o processo de usinagem vem sendo aprimorado e as empresas que atuam no ramo Usinagem e possuem o sistema pastilhas intercambiáveis se destacam no mercado. Esta tecnologia oferece várias aplicações e otimizações dos processos de aquisição forma geométrica e acabamento perfeito, garantindo a acuidade de medidas tendo uma perfeita montagem da peça, com isso, proporcionando economia de tempo, itens que serão demonstrados no desenvolvimento deste trabalho. As pastilhas intercambiáveis teve seu surgimento devido ao alto nível de desperdício de material, ou seja, excesso de sobre metal e de ferramentas com a utilização dos métodos de usinagem utilizando as ferramentas de corte, Bitz e Bedame. A aplicação deste recurso tecnológico, torna possível usinar uma peça com melhor desempenho, agilidade e velocidade no corte, com alta qualidade e alto rendimento.
Image of page 8
Image of page 9

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 25 pages?

  • Summer '16
  • São Paulo, Banco de Dados, Aço rápido

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

Stuck? We have tutors online 24/7 who can help you get unstuck.
A+ icon
Ask Expert Tutors You can ask You can ask You can ask (will expire )
Answers in as fast as 15 minutes