Capitulo 3.pdf - Cap\u00edtulo 3 1 3 ABSOR\u00c7\u00c3O I\u00d4NICA FOLIAR 3.1 Introdu\u00e7\u00e3o Atualmente \u00e9 aceito que a vida vegetal teve seu in\u00edcio na \u00e1gua Nesse

Capitulo 3.pdf - Capítulo 3 1 3 ABSORÇÃO IÔNICA FOLIAR...

This preview shows page 1 - 3 out of 8 pages.

Capítulo 3 1 3 - ABSORÇÃO IÔNICA FOLIAR 3.1- Introdução Atualmente, é aceito que a vida vegetal teve seu início na água. Nesse hábitat, onde hoje vive ainda a maioria dos vegetais, as plantas tinham à sua disposição todos os fatores necessários. Com a adaptação das plantas fora da água, por meio da evolução, as partes da planta se especializaram e passaram a executar determinadas funções. As raízes se especializaram em fixação e absorção de nutrientes; as folhas, em fotossíntese e respiração; e o caule, em transporte de solutos, ligando as raízes às folhas. Entretanto, as partes aéreas não perderam a capacidade de absorver nutrientes. Em um breve histórico da adubação foliar temos: 1844 - Relatos de aplicação de Fe em videira. 1874 - Aplicação de chorume diluído em água em plantas de jardim na Alemanha. 1940-1945 - Grande impulso na absorção iônica em razão de sobras de radioisótopos. 1945 - Início de pesquisas com adubação foliar no Brasil, pelo IAC e pela Esalq. 1960-1970 - Grande número de empresas vendendo produtos para aplicação foliar, muitas vezes prometendo substituir a adubação do solo. 3.2 - Aspectos anatômicos da folha e os processos ativos e passivos de absorção O contato entre o nutriente e a folha é feito por meio da adubação foliar, principalmente. Na adubação foliar, aplicam-se os nutrientes em solução aquosa, e esses necessitam entrar na célula (citoplasma, vacúolo, organelas) para aí desempenhar suas funções, uma vez que um nutriente é considerado absorvido quando está dentro da célula. Para isso, há duas barreiras e serem vencidas: a primeira é a cutícula/epiderme; a segunda são as membranas, plasmalema e tonoplasto. A epiderme e a cutícula revestem a página superior e inferior das folhas (Figura 12), sendo a cutícula, que é a sua parte mais externa, de natureza química complexa, formada por ceras, cutina, pectina e celulose. É permeável à água. É a epiderme que confere as propriedades de molhamento e hidrofilia. A absorção foliar, tal como radicular, compreende uma fase passiva (penetração cuticular) e uma ativa (absorção celular). a) Difusão - consiste num processo não-metabólico, em que o nutriente aplicado á superfície foliar atravessa a cutícula superior ou inferior ocupando o ELA (Espaço Livre Aparente), formado por parede celular, espaços intercelulares e superfície externa da plasmalema.
Image of page 1