FIN265.pdf - An\u00e1lise da Efici\u00eancia Informacional no Mercado Acion\u00e1rio Brasileiro por Meio de Vari\u00e1veis Macroecon\u00f4micas Autoria Alex Gama Queiroz

FIN265.pdf - Anu00e1lise da Eficiu00eancia Informacional...

This preview shows page 1 - 3 out of 16 pages.

Análise da Eficiência Informacional no Mercado Acionário Brasileiro por Meio de Variáveis Macroeconômicas. Autoria: Alex Gama Queiroz dos Santos RESUMO: Este estudo tem como propósito testar a eficiência informacional no mercado acionário brasileiro através do comportamento de curto e longo prazo entre variáveis macroeconômicas, representadas por taxa de câmbio, taxa de juros, inflação, risco país e produção industrial em relação ao Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa), que representa o mercado de ações brasileiro. O período de análise compreende os meses de janeiro de 1995 a dezembro de 2007. Utilizou-se o modelo VAR com Mecanismo de Correção de Erros – MCE, assim como os testes de cointegração de Johnasen (1988) e causalidade de Granger (1969). Os resultados demonstram relação de cointegração, uma vez que os testes de traço e máximo autovalor confirmaram a existência de pelo menos um vetor de cointegração, com significância estatística de 1%. Os testes de causalidade verificaram uma relação unidirecional da taxa de câmbio e risco país em relação ao Ibovespa. Já a inflação apresentou causa bidirecional ( feedback ). Estimando o modelo MCE, constatou-se relação negativa, estatisticamente significativa em 1%, entre o risco país e o Ibovespa, e positiva entre inflação, taxa de câmbio e o Ibovespa. Estes resultados evidenciam que o mercado acionário brasileiro é ineficiente, no que diz respeito à divulgação de informações sobre variáveis macroeconômicas. Palavras Chaves : mercado eficiente, variáveis macroeconômicas, causalidade, cointegração, VAR. 1. INTRODUÇÃO Nos últimos doze anos, que compreende este estudo, o Ibovespa, obteve um crescimento expressivo de aproximadamente 156%, uma média de crescimento de 13% ao ano. Isto tudo graças à estabilidade econômica do Plano Real, seguidas de algumas políticas macroeconômicas como: regime de metas de inflação, lei de responsabilidade fiscal, redução da relação dívida PIB e sistema de câmbio flutuante, que resultaram no aprimoramento das condições necessárias ao crescimento econômico sustentável e um mercado de capitais mais atrativos aos investidores estrangeiros, uma vez que o Brasil passou a ser recomendado pelas agências de risco, sendo prestes a obter o grau de investimento. A principal pergunta é: será que é válido utilizar de informações passadas dos agregados econômicos para tomar decisões em relação a investimentos no mercado acionário brasileiro? Segundo Fama (1970), um mercado de capitais é considerado eficiente se as informações disponíveis refletem nos preços dos ativos. A eficiência do mercado é classificada em três tipos. - eficiência na forma fraca, onde os preços correntes refletem as informações contidas em todos os preços antigos, sugerindo que os gráficos e análises técnicas que utilizam apenas preços passados não seriam úteis para descobrir ações sub-valorizadas; - eficiência semi-forte, onde os preços correntes refletem não apenas as informações passadas, mas todas as informações públicas disponíveis, logo os
Image of page 1
2
Image of page 2
Image of page 3

You've reached the end of your free preview.

Want to read all 16 pages?

  • Spring '20
  • Estados Unidos, São Paulo, inflação, Serie temporal, Finanças

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

  • Left Quote Icon

    Student Picture

Stuck? We have tutors online 24/7 who can help you get unstuck.
A+ icon
Ask Expert Tutors You can ask You can ask You can ask (will expire )
Answers in as fast as 15 minutes