NBR-_5419_(2005)_Sistema_Proteção_contra_Descargas_Atmosféri

342 eficincia de dimensionamento es relao entre a

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: s atmosfricas interceptadas sem causar danos estrutura e a freqncia (Ndc) sobre a estrutura. 3.43 eficincia de um SPDA (E): Relao entre a freqncia mdia anual de descargas atmosfricas que no causam danos, interceptadas ou no pelo SPDA, e a freqncia (Ndc) sobre a estrutura. 3.44 condutor de aterramento: Condutor que interliga um eletrodo de aterramento a um elemento condutor no enterrado, que pode ser uma descida de pra-raios, o LEP/TAP ou qualquer estrutura metlica. 3.45 ponto quente: Aquecimento em uma chapa no lado oposto ao ponto de impacto e suscetvel de causar inflamao de gases ou vapores em reas classificadas. 4 4.1 Caractersticas gerais Deve ser lembrado que um SPDA no impede a ocorrncia das descargas atmosfricas. 4.2 Um SPDA projetado e instalado conforme esta Norma no pode assegurar a proteo absoluta de uma estrutura, de pessoas e bens. Entretanto, a aplicao desta Norma reduz de forma significativa os riscos de danos devidos s descargas atmosfricas. 4.3 O nvel de proteo do SPDA deve ser determinado conforme a tabela B.6. 4 ABNT 2005 - Todos os direitos reservados Cpia no autorizada ABNT NBR 5419:2005 4.4 O tipo e o posicionamento do SPDA devem ser estudados cuidadosamente no estgio de projeto da edificao, para se tirar o mximo proveito dos elementos condutores da prpria estrutura. Isto facilita o projeto e a construo de uma instalao integrada, permite melhorar o aspecto esttico, aumentar a eficincia do SPDA e minimizar custos. 4.5 O acesso terra e a utilizao adequada das armaduras metlicas das fundaes como eletrodo de aterramento podem no ser possveis aps o incio dos trabalhos de construo. A natureza e a resistividade do solo devem ser consideradas no estgio inicial do projeto. Este parmetro pode ser til para dimensionar o subsistema de aterramento, que pode influenciar certos detalhes do projeto civil das fundaes. 4.6 Para evitar trabalhos desnecessrios, primordial que haja entendimentos regulares entre os projetistas do SPDA, os arquitetos e os construtores da estrutura. 4.7 O projeto, a instalao e os materiais utilizados em um SPDA devem atender plenamente a esta Norma. No so admitidos quaisquer recursos artificiais destinados a aumentar o raio de proteo dos captores, tais como captores com formatos especiais, ou de metais de alta condutividade, ou ainda ionizantes, radioativos ou no. Os SPDA que tenham sido instalados com tais captores devem ser redimensionados e substitudos de modo a atender a esta Norma. 5 5.1 Condies especficas Sistema externo de proteo contra descargas atmosfricas Subsistema de captores Generalidades 5.1.1 5.1.1.1 5.1.1.1.1 A probabilidade de penetrao de uma descarga atmosfrica no volume a proteger consideravelmente reduzida pela presena de um subsistema de captao corretamente projetado. 5.1.1.1.2 a) b) c) d) hastes; cabos esticados; condutores em malha; elementos naturais. Posicionamento Os captores podem ser constitudos por uma combinao qualquer dos seguintes elementos: 5.1.1.2 5.1.1.2.1 Para o correto posicionamento dos captores, devem ser observados os requisitos da tabela 1 e da figura 1. ABNT 2005 - Todos os direitos reservados 5 Cpia no autorizada ABNT NBR 5419:2005 Tabela 1 -- Posicionamento de captores conforme o nvel de proteo ngulo de proteo () - mtodo Franklin, em funo da altura do captor (h) (ver Nota 1) e do nvel de proteo h m R m I II III IV 1) 2) Nvel de proteo Largura do mdulo da malha (ver Nota 2) m 0 - 20 m 21 m - 30 m 31 m - 45 m 46 m - 60 m > 60 m 20 30 45 60 25 35 45 55 1) 1) 1) 1) 1) 1) 2) 2) 2) 2) 5 10 10 20 25 35 45 25 35 25 R = raio da esfera rolante. Aplicam-se somente os mtodos eletrogeomtrico, malha ou da gaiola de Faraday. Aplica-se somente o mtodo da gaiola de Faraday. NOTAS 1 Para escolha do nvel de proteo, a altura em relao ao solo e, para verificao da rea protegida, em relao ao plano horizontal a ser protegido. 2 O mdulo da malha dever constituir um anel fechado, com o comprimento no superior ao dobro da sua largura. h - altura do captor - ngulo de proteo (mtodo Franklin) R - raio da esfera rolante a - largura da malha b - comprimento da malha b 2a Figura 1 -- Parmetros e volumes de proteo do SPDA 6 ABNT 2005 - Todos os direitos reservados Cpia no autorizada ABNT NBR 5419:2005 5.1.1.2.2 a) b) c) No projeto dos captores, podem-se utilizar os seguintes mtodos, conforme o caso: ngulo de proteo (mtodo Franklin); e/ou esfera rolante ou fictcia (modelo eletrogeomtrico); e/ou condutores em malha ou gaiola (mtodo Faraday). NOTA Captores em malha consistem em uma rede de condutores dispostos no plano horizontal ou inclinado sobre o volume a proteger. Gaiolas de Faraday so formadas por uma rede de condutores envolvendo todos os lados do volume a proteger. 5.1.1.3 Construo 5.1.1.3.1 Para um SPDA isolado, a distncia entre o subsistema captor e instalaes metlicas do volume a proteger deve ser maior que 2 m. 5.1.1.3.2 Para um SPDA no isolado do volume a proteger, o subsistema captor pode ser instalado diretamente sobre o teto ou a uma pequena distncia,...
View Full Document

This note was uploaded on 08/12/2009 for the course IQ 23123 taught by Professor Varios during the Spring '09 term at Universidade de Brasília.

Ask a homework question - tutors are online