NBR-_5419_(2005)_Sistema_Proteção_contra_Descargas_Atmosféri

A2323 como condutores devem ser utilizadas nesta

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: cargas atmosfricas e requerem a instalao de captores. Podem ser utilizados como captores mastros metlicos, ou cabos areos esticados, ou uma combinao de ambos. A.2.4 Aterramento de tanques A.2.4.1 Condies gerais Os tanques devem ser aterrados para escoamento das correntes de descarga atmosfrica, bem como para evitar elevaes de potencial que possam causar centelhamento para a terra. Um tanque considerado aterrado se qualquer uma das seguintes condies for satisfeita: a) b) c) o tanque est conectado a um subsistema de aterramento que atende s exigncias de 5.1.3; o tanque est acoplado eletromecanicamente a uma rede de tubulaes eletricamente contnuas e aterradas; um tanque cilndrico vertical est apoiado no solo, ou sobre uma base de concreto, e tem no mnimo 6 m de dimetro, ou est apoiado sobre um revestimento betuminoso e tem no mnimo 15 m de dimetro. Proteo contra corroso A.2.4.2 Quando for julgado crtico o risco de corroso galvnica de tanques de chapa de ao, devem ser consideradas as seguintes alternativas de proteo: a) b) proteo catdica mediante nodos de sacrifcio; proteo catdica mediante corrente imposta. Neste caso so necessrias medidas especficas para eliminar o risco de ignio de atmosferas explosivas, tais como a equalizao de potencial atravs de DPS (centelhador) encapsulados prova de exploso. NOTA Em geral, a corroso galvnica s crtica quando Sk/SA > 100, sendo SK a rea do metal catdico (mais nobre), e SA a rea do metal andico. A.3 Antenas externas A.3.1 O mastro metlico da antena externa de televiso ou sua torre de suporte, instalados sobre uma estrutura, devero ser aterrados segundo uma das seguintes alternativas: a) o mastro da antena deve ser conectado ao SPDA por meio de solda exotrmica ou braadeira com dois parafusos M8. Esta ligao deve ser o mais curta e retilnea possvel, mediante condutor, conforme as tabelas 6 ou 7; se no houver SPDA, deve ser instalado um condutor exclusivo para aterramento da antena, com seo no inferior a 16 mm2 em cobre, ligando o mastro a um eletrodo de aterramento conforme 5.1.3. Condutores de descida naturais podem tambm ser utilizados, desde que de acordo com esta Norma. b) ABNT 2005 - Todos os direitos reservados 27 Cpia no autorizada ABNT NBR 5419:2005 A.3.2 As condies para equalizao de potencial do aterramento da antena com as instalaes metlicas e com o sistemas eltricos de potncia e de sinal da estrutura so determinadas pela ABNT NBR 5410, em particular ao que se refere ao uso de proteo contra surto (DPS). A.4 Aterramento de guindastes/gruas Estruturas metlicas, com continuidade assegurada na vertical, tais como guinchos, gruas, elevadores de carga e pessoas, etc., podero ser usadas como elementos naturais do SPDA. Para tal, devero ser aterradas por uma malha de aterramento ou simplesmente interligada ao aterramento do SPDA. 28 ABNT 2005 - Todos os direitos reservados Cpia no autorizada ABNT NBR 5419:2005 Anexo B (normativo) Mtodo de seleo do nvel de proteo B.1 Generalidades B.1.1 Estruturas especiais com riscos inerentes de exploso, tais como aquelas contendo gases ou lquidos inflamveis, requerem geralmente o mais alto nvel de proteo contra descargas atmosfricas. Prescries complementares para esse tipo de estrutura so dadas no anexo A. B.1.2 Para os demais tipos de estrutura, deve ser inicialmente determinado se um SPDA , ou no, exigido. Em muitos casos, a necessidade de proteo evidente, por exemplo: a) b) c) d) e) locais de grande afluncia de pblico; locais que prestam servios pblicos essenciais; reas com alta densidade de descargas atmosfricas; estruturas isoladas, ou com altura superior a 25 m; estruturas de valor histrico ou cultural. B.1.3 Este anexo apresenta um mtodo para determinar se um SPDA , ou no, exigido, e qual o nvel de proteo aplicvel. No entanto, alguns fatores no podem ser avaliados e podem sobrepujar todas as demais consideraes. Por exemplo, o fato de que no deve haver qualquer risco de vida evitvel, ou de que os ocupantes de uma estrutura devem se sentir sempre seguros, pode determinar a necessidade de um SPDA, mesmo nos casos em que a proteo seria normalmente dispensvel. Nestas circunstncias, deve recomendar-se uma avaliao que considere o risco de exposio (isto , o risco de a estrutura ser atingida pelo raio), e ainda os seguintes fatores: a) b) c) d) e) o tipo de ocupao da estrutura; a natureza de sua construo; o valor de seu contedo, ou os efeitos indiretos; a localizao da estrutura; a altura da estrutura. ABNT 2005 - Todos os direitos reservados 29 Cpia no autorizada ABNT NBR 5419:2005 B.2 Avaliao do risco de exposio B.2.1 A probabilidade de uma estrutura ser atingida por um raio em um ano o produto da densidade de descargas atmosfricas para a terra pela rea de exposio equivalente da estrutura. B.2.2 A densidade de descargas atmosfricas para a terra (Ng) o nmero de raios para a terra por quilmetros quadrados por ano. O valor de (Ng) para uma dada regio pode ser estimado pela equao: Ng = 0,04 . Td1,25 [por km2/ano] onde Td o nmero de dias de trovoada por ano, obtido de mapas isocerunicos, conforme a figura B.1. NOTA Nmero mdio de dias de trovoada por ano. Figura B.1-a) -- Mapa de curvas isocerunicas - Brasi...
View Full Document

Ask a homework question - tutors are online