NBR-_5419_(2005)_Sistema_Proteção_contra_Descargas_Atmosféri

O uso da ferragem no dispensa o emprego do condutor

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: ncial das instalaes metlicas, das massas e dos sistemas eltricos de potncia e de sinal em condies particulares Em estruturas em que um SPDA externo no for exigido, as instalaes metlicas, as massas e os sistemas eltricos de potncia e de sinal devem ser conectados, ao nvel do solo, a um subsistema de aterramento conforme prescrito em 5.1.3.4. 18 ABNT 2005 - Todos os direitos reservados Cpia no autorizada ABNT NBR 5419:2005 5.2.2 Proximidade do SPDA com outras instalaes Para evitar centelhamentos perigosos quando uma ligao eqipotencial no puder ser efetuada, a distncia de separao s entre os condutores do SPDA e as instalaes metlicas, massas e condutores dos sistemas eltricos de potncia e de sinal, deve ser aumentada com relao distncia de segurana d: sd d = ki Kc l (m ) Km onde: ki depende do nvel de proteo escolhido (tabela 8); kc depende da configurao dimensional (ver figuras 4, 5 e 6); km depende do material de separao (tabela 9); o comprimento do condutor de descida, em metros, compreendido entre o ponto em que se l(m) considera a proximidade e o ponto mais prximo da ligao eqipotencial NOTAS 1 Esta equao vlida para distncias entre condutores de descida da ordem de 20 m. 2 Esta equao s aplicvel quando a corrente no condutor indutor pode ser estabelecida em funo da corrente da descarga atmosfrica. 3 Em estruturas de concreto com armaduras de ao interligadas, e em estruturas metlicas ou com nvel de proteo equivalente, os requisitos de proximidade so, em geral, atendidos, devido subdiviso da corrente de descarga por mltiplos condutores. 4 Tubulaes de gs devero distar em no mnimo 2 m das descidas. Na impossibilidade da manuteno deste distanciamento, essas tubulaes devero estar interligadas a cada 20 m de sua altura por meio de uma ligao eqipotencial (condutor conforme tabela 7, ou DPS tipo centelhador encapsulado). S = distncia de separao l = comprimento do condutor Figura 3 -- Lao formado por um condutor de descida ABNT 2005 - Todos os direitos reservados 19 Cpia no autorizada ABNT NBR 5419:2005 Tabela 8 -- Proximidade do SPDA com as instalaes - Valores do coeficiente ki Nvel de proteo I II III - IV ki 0,1 0,075 0,05 Tabela 9 -- Proximidade do SPDA com as instalaes - Valores do coeficiente km Material Ar Slido km 1 0,5 S = distncia de separao l = comprimento do condutor de descida Figura 4 -- Proximidade do SPDA com instalaes - Valor do coeficiente Kc numa configurao unidimensional (ver 5.2.2) 20 ABNT 2005 - Todos os direitos reservados Cpia no autorizada ABNT NBR 5419:2005 S = distncia de separao l = comprimento do condutor de descida Figura 5 -- Proximidade do SPDA com instalaes - Valor do coeficiente Kc numa configurao bidimensional (ver 5.2.2) S = distncia de separao l = comprimento do condutor de descida Figura 6 -- Proximidade do SPDA com as instalaes - Valor do coeficiente Kc numa configurao tridimensional (ver 5.2.2) ABNT 2005 - Todos os direitos reservados 21 Cpia no autorizada ABNT NBR 5419:2005 6 6.1 Inspeo Objetivo das inspees Este item no se aplica aos subsistemas do SPDA instalados, que tenham seus acessos impossibilitados por estarem embutidos no concreto armado (ferragens estruturais) ou reboco. As inspees visam a assegurar que: a) b) c) o SPDA est conforme o projeto; todos os componentes do SPDA esto em bom estado, as conexes e fixaes esto firmes e livres de corroso; o valor da resistncia de aterramento seja compatvel com o arranjo e com as dimenses do subsistema de aterramento, e com a resistividade do solo (ver 5.1.3.1.2). Excetuam-se desta exigncia os sistemas que usam as fundaes como eletrodo de aterramento; todas as construes acrescentadas estrutura posteriormente instalao original esto integradas no volume a proteger, mediante ligao ao SPDA ou ampliao deste; a resistncia pode tambm ser calculada a partir da estratificao do solo e com uso de um programa adequado. Neste caso fica dispensada a medio da resistncia de aterramento. d) e) 6.2 Seqncia das inspees As inspees prescritas em 6.1 devem ser efetuadas na seguinte ordem cronolgica: a) b) c) d) e) durante a construo da estrutura, para verificar a correta instalao dos eletrodos de aterramento e das condies para utilizao das armaduras como integrantes da gaiola de Faraday; aps o trmino da instalao do SPDA, para as inspees prescritas em 6.1-a), 6.1-b) e 6.1-c); periodicamente, para todas as inspees prescritas em 6.1, e respectiva manuteno, em intervalos no superiores aos estabelecidos em 6.3; aps qualquer modificao ou reparo no SPDA, para inspees completas conforme 6.1; quando for constatado que o SPDA foi atingido por uma descarga atmosfrica, para inspees conforme 6.1-b) e 6.1-c). 6.3 6.3.1 6.3.2 a) b) Periodicidade das inspees Uma inspeo visual do SPDA deve ser efetuada anualmente. Inspees completas conforme 6.1 devem ser efetuadas periodicamente, em intervalos de: 5 anos, para estruturas destinadas a fins residenciais, comerciais, administrativos, agrcolas ou industriais, excetuando-se reas classificadas com risco de incndio ou exploso; 3 anos, para estruturas destinadas a grandes concentraes pblicas (por exemplo: hospi...
View Full Document

Ask a homework question - tutors are online