Apostila de inversores de frequ-ncia 2

Apostila de inversores de frequ-ncia 2 - 1 Habilitao...

Info iconThis preview shows pages 1–3. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
1 Habilitação Profissional Plena Técnico em Eletrônica Eletrônica Industrial – 4º Ano Apostila sobre Inversores de Frequência II Prof. Ariovaldo Ghirardello Como visto na apostila anterior, podemos considerar o inversor de frequência como uma fonte de tensão alternada de frequência variável. Claro que isso é uma aproximação grosseira, porém dá uma idéia pela qual chamamos um acionamento CA, de “inversor de frequência” . Os circuitos internos de um inversor são bem diferentes de um acionamento CC (conversor CC). A figura abaixo ilustra novamente um diagrama simplificado dos principais blocos. A primeira etapa do circuito é formada por uma ponte retificadora (onda completa) trifásica, e dois capacitores de filtro. Esse circuito forma uma fonte DC simétrica, pois há um ponto de terra como referência. Temos então uma tensão continua + V/2 (positiva) e, uma –V/2 (negativa) em relação ao terra, formando o que chamamos de “barramento DC”. O barramento DC alimenta a segunda etapa, constituída de seis transistores IGBT's, e que, através de uma lógica de controle (terceira etapa), "liga e desliga” os transistores de modo a alternarem o sentido de corrente que circula pelo motor. Antes de estudarmos como é possível transformar uma tensão DC em AC, através do chaveamento de transistores em um circuito trifásico, vamos fazer uma "prévia", em um circuito monofásico. Observem a figura abaixo, e notem que a estrutura de um inversor trifásico é praticamente igual ao nosso modelo monofásico. A primeira etapa é o módulo de retificação e filtragem, que gera uma tensão DC fixa (barramento DC) e que alimenta os transistores IGBT's.
Background image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
2 Imaginem agora que o circuito de lógica de controle ligue os transistores 2 a 2 na seguinte ordem: Primeiro tempo- transistores Tl e T4 ligados, e T3 e T2 desligados. Nesse caso, a corrente circula no sentido de A para B (figura abaixo): Segundo tempo- transistores T1 e T4 desligados, e T3 e T 2 ligados. Nesse caso, a corrente circula no sentido de B para A (figura abaixo). Ao inverter-se o sentido de corrente, a tensão na carga (motor) passa a ser alternada, mesmo estando conectada a uma fonte DC. Caso aumentemos a frequência de chaveamento desses transístores, também aumentaremos a velocidade de rotação do motor, e vice-versa. Como os transístores operam como chaves (corte ou saturação), a
Background image of page 2
Image of page 3
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

This note was uploaded on 08/12/2009 for the course IQ 343242 taught by Professor Zeruela during the Spring '09 term at Universidade de Brasília.

Page1 / 6

Apostila de inversores de frequ-ncia 2 - 1 Habilitao...

This preview shows document pages 1 - 3. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online