ae-712_13 - Instituto Tecnológico de Aeronáutica –...

Info iconThis preview shows pages 1–7. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA/IEA AE-712 - AEROELASTICIDADE Aeroelasticidade Dinâmica Introdução ao conceito de cargas de rajada b As cargas de induzidas por rajadas ocorrem devido a uma súbita variação de ângulo de ataque causada por uma componente de velocidade normal a direção do vôo. b Onde S é a área da asa, V velocidade da aeronave, U, velocidade vertical da rajada, e W o peso da aeronave b O fator de carga incremental é dado por: 2 2 1 1 2 2 L L U L V SC V SC V α α ρ α ρ Δ = Δ = Conceitos básicos Rajadas verticais e laterais 1 1 2 2 L L UVC UV L n W W W S SC α α ρ ρ Δ Δ = = = b Também conhecida como “head-on gust”, ocorre como um acréscimo de velocidade que se soma a componente de velocidade V . ( ) [ ] 2 2 2 1 1 1 2 2 2 2 2 1 1 2 2 2 2 L L L L L L U V V SC UV U SC UV SC UVC UV L n W W W S SC ρ ρ ρ ρ ρ Δ = +- = + ≈ Δ Δ = = = Conceitos básicos Rajada Horizontal 2 hor L vert L L C n L C α Δ ⇒ Δ = = Δ Das equações para a sustentação Incremental para os casos horizontal e vertical temos: 2 0.1 0.2 L L C C α ≈ → Requisitos de cargas de rajada b 1930, primeiros requisitos que tratam de cargas de rajada, uma vez que antes deste ocasião, não se considerava cargas de rajada em projetos, apenas cargas resultantes das manobras b Com o aumento da velocidade do vôo, estas cargas passam a ser relevantes, e por sua vez consideradas no dimensionamento da estrutura. b Alguns padrões de rajada foram eleitos para se estimar as cargas de rajada. b Forma escolhidas funções que implicassem em um comportamento crítico do ponto de vista do acréscimo do fator de carga b A seguir serão listadas algumas formas típicas de rajadas consideradas como padrão de acordo com requisitos de aeronavegabilidade. Requisitos de cargas de rajada b Rajada de canto vivo (sharp edge gust): b 1934 – requisitos civis de projeto de aeronaves (Airworthness Requirements for Aircraft” estabeleceram que uma rajada considerada crítica seria a rajada de canto vivo, representada pela equação: b Assumindo U=30 ft/sec, considerando as velocidades de vôo equivalentes ao que seria hoje a velocidade de projeto de cruzeiro, sem levar em conta o movimento da aeronave que ocorre devido a variação de fator de carga. 1 1 2 2 L L UVC UV L n W W W S SC α α ρ ρ Δ Δ = = = Requisitos de cargas de rajada b Rajada em rampa: b Este modelo de rajada é mais adequado para diferentes tipos de aeronave. b Assume uma velocidade de rajada U variável, de 15, 30 e 40 ft/s, para velocidades definidas pela norma como Vd, Vc e Vb, respectivamente, independentes da altitude. Introduz o conceito de fator de alivio de carga de rajada, uma forma de levar em conta o movimento da aeronave em resposta ao acréscimo de fator de carga....
View Full Document

Page1 / 26

ae-712_13 - Instituto Tecnológico de Aeronáutica –...

This preview shows document pages 1 - 7. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online