est-55-3 - EST-55 AEROELASTICIDADE Aeroelasticidade...

Info iconThis preview shows pages 1–8. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: EST-55 AEROELASTICIDADE Aeroelasticidade Estática - Torção de asas Divergência de uma asa • Caso de estudo – divergência de uma asa sem enflechamento, com rigidez igualmente distribuída ao longo da envergadura. • Hipóteses: Alongamento grande, pequenas deformações, de forma a permitir que a asa seja modelada por uma equação diferencial linear; • Pode-se assumir a teoria de St. Venant, e a asa pode ser idealizada como um conjunto de pequenas seções de asa justapostos ao longo da envergadura. Modelo estrutural da asa contínua ( ) d T y GJ dy θ = θ y dT dT M T tdy T dy t dy dy dy Σ = =-- + = - - t(y) V Eixo elástico x c e d L T dy tdy V y Aproximação da asa por uma viga Condição de contorno ¼ c cg Modelo estrutural da asa contínua • Assume-se que a estrutura está sujeita a uma distribuição de torque t(y) contínua, ao longo da envergadura, com sinal positivo, o que representa um momento de cabrar de cada seção. • Da teoria de St. Venant, pode-se relacionar as equações de equilíbrio com as forças atuantes: ( ) dT d d GJ t y dy dy dy θ = = - ( ) d T y GJ dy θ = ⇒ Esforços aerodinâmicos • Os esforços aerodinâmicos atuantes são função das deformações estruturais, e neste caso assume- se um primeira aproximação onde a interferência aerodinâmica; • A equação anterior pode ser empregada para calcular a divergência de uma asa como a indicada na figura anterior. Modelo aerodinâmico • Teoria das faixas: Assume que não existe interferência aerodinâmica entre faixas que discretizam a asa ao longo da envergadura. • Desta forma o carregamento aerodinâmico pode ser facilmente assumido como a soma dos carregamentos aerodinâmicos de infinitas seção típicas distribuídas ao longo da envergadura. ( ) ( ) l l o l y qc C qcC α α α α θ = = + ( ) ( ) 2 l o mac t y qc C qc C nmgd e α α θ = + + + Equações de equilíbrio - Momentos ( ) dT t y dy = - ( ) dT d d GJ t y dy dy dy θ = = - ( ) ( ) 2 l o mac t y qceC qc C nmgd α α θ = + + + ⇒ ( ) 2 l l o mac d d GJ qceC qceC qc c nmgd dy dy α α θ θ α + = - + + T T+dT/dy dy t dy raiz ponta V y Solução da Equação diferencial...
View Full Document

This note was uploaded on 04/20/2010 for the course EST EST-55 taught by Professor Gil during the Spring '09 term at Instituto Tecnológico de Santo Domintgo.

Page1 / 26

est-55-3 - EST-55 AEROELASTICIDADE Aeroelasticidade...

This preview shows document pages 1 - 8. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online