A04A047 - Crescimento pr-pobre no Brasil uma anlise...

Info iconThis preview shows pages 1–3. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
Crescimento pró-pobre no Brasil – uma análise exploratória 1 Daniela Goya Tochetto UFRGS Eduardo Pontual Ribeiro UFRGS Flavio Vasconcelos Comim UFRGS Sabino da Silva Porto Junior UFRGS Resumo: Este artigo analisa a qualidade do crescimento econômico no Brasil durante as décadas de 1980 e 1990. A fundamentação teórica deste trabalho está baseada no argumento de que a relação entre crescimento econômico e redução da pobreza é complexa e não-trivial. Para analisar a relação entre crescimento e pobreza entre os Estados brasileiros duas estratégias empíricas novas para o Brasil foram seguidas: primeiro, estimou-se a elasticidade da pobreza em relação ao crescimento do PIB do setor não agrícola, como em Ravallion e Datt (2000). Segundo, focamos a evolução dos decis de renda ao longo do tempo, como em Son (2004). Os resultados apontam para uma heterogeneidade de elasticidades entre os estados e para um crescimento pró-pobre durante a década de 1990 apenas. Palavras-chave : Crescimento econômico; Pobreza e Desigualdade, crescimento pro-pobre; Brasil. JEL: O15; O18: O47. Abstract The paper investigates the relationship between economic growth and poverty reduction in Brazil during the period 1980s-1990s. It briefly reviews the literature on ‘pro-poor growth’, emphasizing the importance of certain qualitative aspects of growth responsible for enhancing human well-being in Brazil. The paper follows the methodology put forward by Ravallion and Datt (2000) to estimate the impact of economic growth on poverty reduction. It also replicates the study of Son (2004), calculating a growth poverty curve by income deciles for Brazil. The results show that only in the 1990s Brazilian states had pro-poor growth and that the poverty reduction effect was heterogeneous among different states. Keywords: Economic growth; Poverty and Inequality. 1. Introdução O crescimento econômico traduz-se em desenvolvimento humano quando ele é capaz de –através da ampliação da base de recursos em determinada sociedade- melhorar a qualidade de vida de sua população. Para entender tal efeito é importante considerar o crescimento não somente pela sua quantidade mas pela sua qualidade. Deste modo, é importante não apenas verificar o quanto a economia cresceu mas como foi esse crescimento e consequentemente qual o impacto distributivo do mesmo. Tal mudança de ênfase na análise 1 Os autores agradecem a Tarso Madeira bolsista de iniciação cientifica BIC da UFRGS pelo trabalho com a base de dados e gráficos. .
Background image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
do impacto do crescimento econômico sobre a qualidade de vida dos indivíduos combina de maneira mais equilibrada o binômio eficiência-equidade na promoção do desenvolvimento humano. Não há uma definição unívoca para o conceito de crescimento ‘pró-pobre’. Definições em torno desse termo variam de acordo com a importância dada à níveis vs variações na caracterização da relação entre crescimento e pobreza Alguns o entendem como sendo aquele crescimento capaz de gerar significativa
Background image of page 2
Image of page 3
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

This note was uploaded on 09/25/2010 for the course ECO Pobreza taught by Professor Flavio during the Spring '06 term at UFRGS.

Page1 / 20

A04A047 - Crescimento pr-pobre no Brasil uma anlise...

This preview shows document pages 1 - 3. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online