Pobreza - POBREZA “Apelo aos representantes da comunidade...

Info iconThis preview shows pages 1–2. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: POBREZA “Apelo aos representantes da comunidade internacional ao mais alto nível... para que adoptem um objectivo que vise diminuir para metade o número de pessoas que vivem na pobreza absoluta, até 2015.” Kofi Annan, Relatório do Milénio Estatísticas Fundamentais • Mais de 2800 milhões pessoas, perto de metade da população mundial, vivem com menos do equivalente a 2 dólares por dia. Mais de 1299 milhões de pessoas, ou seja, cerca de 20% da população mundial, vivem com menos do equivalente a 1 dólar por dia. • A Ásia Meridional tem o maior número de pobres (522 milhões dos quais vivem com menos do equivalente a 1 dólar por dia). A África a sul do Sara tem a maior percentagem de pessoas pobres, pois a pobreza afecta entre 46,3% e cerca de metade da população da região. • Quase mil milhões de pessoas são analfabetas; mais de mil milhões de pessoas não têm acesso a água potável; cerca de 840 milhões de pessoas passam fome ou enfrentam um problema de insegurança alimentar; cerca de um terço das crianças com menos de cinco anos sofrem de subnutrição. • Estima-se que assegurar o acesso universal a serviços sociais básicos e transferências para reduzir a pobreza em termos de rendimentos custe cerca de 80 mil milhões de dólares, o que representa menos de 0,5 do rendimento mundial. • Os 20% da população mundial que vivem nos países com rendimentos elevados têm acesso a 86% do produto interno bruto (PIB). Os 20% mais desfavorecidos vivem nos países mais pobres e têm acesso apenas a cerca de 1% do PIB. • O activo dos três homens mais ricos do mundo juntos excede o produto nacional bruto (PNB) dos 48 países mais pobres do mundo no seu conjunto. • Em 1998, por cada dólar que o mundo em desenvolvimento recebeu de subsídios gastou 13 no pagamento da sua dívida. A armadilha da pobreza Até há bem pouco tempo, a pobreza era entendida em termos de rendimento ou de falta deste. Ser pobre significava que não se dispunha de meios económicos para pagar uma dieta alimentar ou uma habitação adequadas. Mas a pobreza não consiste apenas em rendimentos ou numa ração calórica insuficientes. Tem também que ver com a recusa de oportunidades e de escolhas que são de um modo geral consideradas essenciais para ter uma existência longa, saudável e criativa e gozar de um nível de vida razoável, de liberdade, de dignidade, de auto- estima e do respeito dos outros. As pessoas não vivem na miséria de bairros degradados, de comunidades de habitantes clandestinos, dos bairros de rendas baixas ou perto de lixeiras porque querem. Não têm outra alternativa. Tendo pouco dinheiro, pouca instrução, poucas qualificações para o mercado de trabalho e inúmeros problemas de saúde, quase metade das pessoas do mundo vive na pobreza, sem grandes oportunidades de melhorar a sua vida....
View Full Document

This note was uploaded on 09/25/2010 for the course ECO Pobreza taught by Professor Flavio during the Spring '06 term at UFRGS.

Page1 / 11

Pobreza - POBREZA “Apelo aos representantes da comunidade...

This preview shows document pages 1 - 2. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online