DesigualdePobrezaCap1

DesigualdePobrezaCap1 - Captulo 1 A estabilidade...

Info iconThis preview shows pages 1–3. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
1 - Introdução O Brasil, nas últimas décadas, confirma, infelizmente, uma tendência de enorme desigualdade na distribuição de renda e elevados níveis de pobreza. Um país desigual, exposto ao desafio histórico de enfrentar uma herança de injusti- ça social que excluiu parte significativa de sua população do acesso a condições mínimas de dignidade e cidadania. Este trabalho procura descrever a situação atual e a evolução da magnitude e da natureza da pobreza e da desigualdade no Brasil, estabelecendo as inter-relações causais dessas dimensões. Trata-se de um relato empírico e descritivo, que retrata a realidade da po- breza e da desigualdade. Nossa hipótese central, presente em estudos anterio- res, 1 é que, em primeiro lugar, o Brasil não é um país pobre, mas um país com muitos pobres. Em segundo lugar, os elevados níveis de pobreza que afligem a sociedade encontram seu principal determinante na estrutura da desigualdade brasileira, uma perversa desigualdade na distribuição da renda e das oportuni- dades de inclusão econômica e social. Procuramos, ainda, demonstrar a viabilidade econômica do combate à po- breza e justificar a importância, no atual contexto econômico e institucional brasileiro, de estabelecer estratégias que não descartem a via do crescimento econômico, mas que enfatizem, sobretudo, o papel de políticas redistributivas que enfrentem a desigualdade. * Os autores agradecem a colaboração de toda a equipe do IPEA. Este artigo é uma versão atualiza- da de Barros, Henriques e Mendonça (2000 a ). ** Da Diretoria de Estudos Sociais do IPEA. *** Da Diretoria de Estudos Sociais do IPEA e do Departamento de economia da UFF. 1 Ver, entre outros, Barros, Henriques e Mendonça (1999) e Barros e Mendonça (1995 a e b e 1996). A estabilidade inaceitável: desigualdade e pobreza no Brasil* Ricardo Paes de Barros** Ricardo Henriques*** Rosane Mendonça*** Capítulo 1
Background image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
O trabalho está organizado em três partes. A primeira parte visa mensurar a pobreza no país, descrevendo sua evolução nas últimas duas décadas. A se- gunda parte procura estabelecer um diagnóstico genérico sobre os principais determinantes da pobreza, documentando em que medida o grau de pobreza observado no país se deve à insuficiência agregada de recursos ou à má distribui- ção dos recursos existentes. Nessa parte, realizamos uma comparação interna- cional e uma análise da evolução dessas dimensões ao longo do período recente. Em seguida, procuramos, em particular, descrever a estrutura da distribuição de renda entre as famílias brasileiras. A terceira e última parte do trabalho pre- tende retratar em que proporção as modestas reduções na pobreza observadas no período analisado resultam do crescimento econômico ou da redistribuição de renda. Em conclusão, e de acordo com o diagnóstico proposto ao longo do texto, destacamos a necessidade de as políticas públicas de combate à pobreza concederem prioridade à redução da desigualdade.
Background image of page 2
Image of page 3
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

This note was uploaded on 09/25/2010 for the course ECO Pobreza taught by Professor Flavio during the Spring '06 term at UFRGS.

Page1 / 27

DesigualdePobrezaCap1 - Captulo 1 A estabilidade...

This preview shows document pages 1 - 3. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online