A Casa da Qualidade - 1 A Casa da Qualidade e as Diferentes...

Info iconThis preview shows pages 1–3. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
A Casa da Qualidade e as Diferentes Versões de QFD Elaborado por: Manoel Otelino Fonte: Dissertação de Mestrado apresentada ao PPG em Eng. de Produção da EESC-USP 3.1 Introdução Nas quatro versões de QFD identificadas, a casa da qualidade (ou matriz da qualidade) não só está presente, como inicia os desdobramentos. Mais importante ainda, essa matriz é a ferramenta básica de projeto do QFD (HAUSER & CLAUSING, 1988). Alguns autores, inclusive, descrevem apenas a casa da qualidade em seus trabalhos, muitas vezes (mas não obrigatoriamente) aplicada e adaptada a situações específicas. Entre esses autores pode-se citar AGOSTINHO & CASTRO (1997), BARNAD (1996), BERGQUIST & ABEYSEKERA (1996), GEIGER (1995), GHAHRAMANI (1996), GOPALAKRISHNAN et al . (1992), GLUSLKOVSKY et al .. (1995); HYBERT (1996), JACQUES et al. (1994), OHFUJI e t al (1997), RADHARAMANAM & GODOY (1996), RAJALA & SAVOLAINEN (1996), SABINO et al .. (1997), SANTOS (1995); SEOW & Na literatura, a descrição detalhada da casa da qualidade é freqüentemente utilizada como base para a descrição do QFD, porque todas as matrizes dessa metodologia apresentam grande similaridade. Seguindo essa tendência, na primeira parte desse capítulo vai-se descrever a casa da qualidade para que sua compreensão alicerce a revisão das principais versões de QFD. Essas versões, que serão brevemente descritas na segunda parte do capítulo, surgiram da evolução do trabalho original de Yoji Akao e são tema da literatura especializada, tanto nacional, quanto internacional. 3.2 A Casa da Qualidade A casa da qualidade é obtida pelo cruzamento da tabela dos requisitos do cliente (ou da qualidade exigida) com a tabela das características de qualidade (AKAO, 1990), como ilustrado na Figura 3.1. O resultado obtido deste cruzamento é, portanto, conforme a Figura 3.2. O triângulo “A” e a aba “C” compõem a tabela dos requisitos dos clientes. O triângulo “B” e a aba “D” compõem a tabela das características de qualidade. O quadrado “Q”, interseção das duas tabelas, é denominado ”matriz de relações”. 1
Background image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
Tabela dos Requisitos dos Clientes Tabela das Características de Qualidade Figura 3.1 - As tabelas que formam a casa da qualidade A Q D C B Figura 3.2 - Representação gráfica do cruzamento da tabela dos requisitos dos clientes com a tabela das características de qualidade (adaptada de CHENG et al ., 1995) A casa da qualidade pode ser definida como a matriz que tem a finalidade de executar o projeto da qualidade, sistematizando as qualidades verdadeiras exigidas pelos clientes por meio de expressões lingüísticas, convertendo-as em características substitutas e mostrando a correlação entre essas características substitutas (características de qualidade) e aquelas qualidades verdadeiras (AKAO, 1996). Pela definição dada acima, percebe-se que a casa da qualidade (Figura 3.3) funciona como um sistema. A entrada desse sistema é a voz do cliente, na forma de expressões
Background image of page 2
Image of page 3
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Page1 / 15

A Casa da Qualidade - 1 A Casa da Qualidade e as Diferentes...

This preview shows document pages 1 - 3. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online