artigo 1 - Informativo Soluo Lei Catarinense de Inovao...

Info iconThis preview shows pages 1–2. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
Informativo Impresso Informativo do Conselho Regional de Química 13ª Região - Santa Catarina Ano 13 Nº 84 - maio/junho de 2008 Solução Informativo 08 www.crq.org.br CarbonoBrasil denvolve sistema antipoluente inédito no mundo Página 03 Formandos da UNISUL recebem homenagem do CRQ-SC Página 07 Toma posse nova diretoria do Sindiquímica-SC Página 06 Fapesc investe em pesquisas na área Química Página 08 5º Encontro Estadual reunirá profissionais da Química em TUBARÃO Páginas 04 e 05 Com a aprovação da Lei Cata- rinense de Inovação, que possibilita captar verbas para incentivar o de- senvolvimento sustentável do Estado, com base em ciência, tecnologia e inovação, a Fapesc (Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de SC), aumenta suas possibilidades de apoiar a realização de pesquisas voltadas para o desen- volvimento sustentável e melhoria da qualidade da população catarinense. Segundo o presidente da Fapesc, Diomário Queiroz, que no dia 16 de abril, completou um ano de gestão, as perspectivas são favoráveis já que a Lei, que será sancionada dentro de 30 dias, melhora as condições de funcionamento do sistema de tecnologia e inovação, assegurando 1% da receita líquida dos impostos estaduais. “Isto representa R$ 75 milhões de recursos anuais e coloca a Fapesc em uma nova condição institucional”, revela Queiroz. Lei Catarinense de Inovação garante investimentos à Fapesc para projetos de pesquisa no Estado Além de honrar os compro- missos financeiros anteriormente assumidos, a Fapesc desenvolve trabalhos em 10 linhas de ação pri-oritárias. Dentre elas, várias estão voltadas à área química, a exemplo da rede de pesquisa visando à produção de biodiesel, como fonte de energia/combustível e meio de preservação ambiental. A Fapesc financia a pes- quisa no Oeste de SC, com a possibilidade de produzir 1,5 mil toneladas/ano de biodiesel, com o aproveitamento dos resíduos da agroindústria, podendo ser utilizado no transporte e como fonte energética, melhorando a renda dos produtores. O presidente da Fapesc sali- entou também projetos relacionados a fitoterápicos, através da obtenção de substâncias naturais e sintéticas advindas da biodiversidade brasileira, com potencial terapêutico e pesquisas sobre mecanismos de controle dos processos inflamatórios, além de estudos estruturais e dinâmicos de enzimas artificiais efetivas na hidrólise de compostos. “A química é uma área auxiliar de diversas outras, sendo fun- damental para a descoberta de novos produtos”, lembra Queiroz. Ele também destacou o tra- balho de jovens pesquisadores da área química, que desenvolvem métodos alternativos, utilizando eletroforese ca- pilar na determinação de parâmetros de qualidade de biodiesel, além de dedicarem seu tempo a descobrir o envolvimento do extresse oxidativo e disfunção mitocondrial em modelo animal de esquizofrenia e obter subs- tâncias de interesse farmacológico
Background image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
Image of page 2
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Page1 / 4

artigo 1 - Informativo Soluo Lei Catarinense de Inovao...

This preview shows document pages 1 - 2. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online