Apostila2.. - Capítulo 1 Energia Fontes de Energia e...

Info iconThis preview shows pages 1–3. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: Capítulo 1 Energia, Fontes de Energia e Máquinas Primárias Usualmente, utilizamos o termo “Sistemas Elétricos de Potência” para designar o conjunto formado pelos sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. A geração é o processo no qual ocorre a transformação de algum tipo de energia em energia elétrica. Por exemplo, a energia potencial das águas faz girar uma turbina hidráulica, cujo eixo está acoplado a um gerador elétrico, resultando na saída, energia elétrica. A transmissão é responsável transportar a energia do local onde está situada a geração até uma subestação localizada junto aos centros urbanos. Por sua vez, a distribuição se encarrega de fazer com que a energia da subestação chegue ao usuário final. Um diagrama esquemático de um Sistema Elétrico de Potência é tal como na Figura 1 a seguir: Figura 1 – Diagrama Esquemático de um Sistema Elétrico de Potência onde: G – Gerador; LT – Linha de Transmissão; DP – Distribuição Primária; DS – Distribuição Secundária; T-1 – Transformador Elevador; T-2 – Transformador Abaixador; T-3 – Transformador Abaixador para Nível Comercial; T-4 – Transformador Abaixador para Nível Industrial. A geração de energia elétrica ocorre em duas etapas. Na primeira etapa uma máquina primária (turbina) transforma qualquer tipo de energia, normalmente hidráulica ou térmica, em energia cinética de rotação. Em uma segunda etapa, um gerador elétrico acoplado à máquina primária transforma a energia cinética de rotação em energia elétrica. A energia gerada para atender a um sistema elétrico ocorre sob a forma trifásica, alternada, tendo sido fixada a freqüência de 60 Hz para uso em todo território brasileiro, por decreto governamental. Em seguida, ocorre o transporte da energia elétrica gerada até os centros consumidores, pois os pontos de geração normalmente encontram-se longe dos centros de consumo. Torna-se necessário elevar a tensão gerada para que os condutores possam ser de seção reduzida, por fatores econômicos e mecânicos. Para que seja economicamente viável, a tensão gerada deve ser elevada a valores padronizados em função da potência a ser transmitida e das distâncias aos centros consumidores. Deste modo temos uma subestação elevadora junto à geração. As tensões mais usuais em corrente alternada nas linhas de transmissão são: 69 kV, 138 kV, 230 kV, 400 kV e 500 kV. Por motivos de segurança, a tensão é diminuída próximo ao ponto de consumo. Uma subestação abaixadora reduz a tensão da linha de transmissão para valores padronizados nas redes de distribuição primária (11 kV; 13,8 kV; 15 kV; 34,5 kV etc.)....
View Full Document

This note was uploaded on 11/16/2010 for the course EM 23141 taught by Professor Faga during the Spring '09 term at Universidad Europea de Madrid.

Page1 / 22

Apostila2.. - Capítulo 1 Energia Fontes de Energia e...

This preview shows document pages 1 - 3. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online