algo ai - Resumo O Nordeste Asitico um sistema poltico...

Info iconThis preview shows pages 1–3. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
Resumo O Nordeste Asiático é um sistema político dividido e propenso à mudança, onde se destacam os EUA como garante externo do equilíbrio de poder e a China como eventual estado potencialmente hegemónico. O futuro da região é incerto e passa por três cenários: o actual distanciamento, o conflito ou a cooperação. Procurando ultrapassar os limites do neo-realismo, liberalismo e construtivismo, apresenta-se uma teoria realista neo-clássica ofensiva denominada realismo tridimensional. De acordo com esta teoria, no âmbito da actual estrutura de poder multipolar equilibrada as probabilidades de conflito são reduzidas e o distanciamento deverá evoluir em direcção a processos limitados de cooperação. Todavia, caso um estado potencialmente hegemónico desequilibre a estrutura multipolar, o distanciamento ou a cooperação limitada poderão descambar num conflito. Introdução “Muitas vezes os dois mundos da especialidade de área e da teoria das relações internacionais não se entendem. Consequentemente, os debates políticos acerca da estabilidade da Ásia-Pacífico tendem a ser sub-teorizados, enquanto os argumentos teóricos acerca da região são frequentemente elaborados sem os benefícios de uma perspectiva histórica ou comparativa.” G. John Ikenberry e Michael Mastanduno[1]
Background image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
O Nordeste Asiático é uma região de importância fulcral onde interagem a China, Japão, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Taiwan, Mongólia, Rússia, e Estados Unidos da América (EUA). Aqui se cruzam as três maiores potências militares e se verifica um enorme dinamismo económico. Mas é igualmente um sistema político dividido e propenso à mudança, visto que inclui um garante externo do equilíbrio de poder regional (EUA), uma potência em contínua ascensão (China), uma grande potência económica caminhando para a normalização político-militar (Japão), uma nação dividida em dois estados (Coreia), e uma comunidade política de futuro indefinido que constitui um foco de tensão regional (Taiwan). A maioria da literatura em Relações Internacionais (RI) que lida com questões de segurança do Nordeste Asiático considera que o actual distanciamento pacífico entre os estados deverá ser o cenário dos anos seguintes, mas as previsões relativamente a futuros conflitos e cooperação variam bastante.[2] Assim, neste artigo questiona-se o seguinte: o futuro do Nordeste Asiático manter-se-á neste pacífico distanciamento, cairá num conflito, ou atingirá um nível estável e duradoiro de cooperação? O futuro em política internacional não pode ser totalmente previsto e as teorias de RI são insanavelmente limitadas. Porém, é possível examinar regularidades no comportamento dos estados no sistema internacional e criar um enquadramento lógico que permita estabelecer relações de causalidade entre variáveis e explicar os factos. Não se trata aqui de testar cientificamente uma hipótese, elaborar cenários detalhados sobre decisões de política externa, apresentar uma
Background image of page 2
Image of page 3
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

This note was uploaded on 04/26/2011 for the course IRI 706 taught by Professor Maria, f during the Spring '11 term at Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro.

Page1 / 52

algo ai - Resumo O Nordeste Asitico um sistema poltico...

This preview shows document pages 1 - 3. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online