Qualidade de Energia - Universidade Federal de So Joo del...

Info iconThis preview shows pages 1–3. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
Universidade Federal de São João del Rei – UFSJ Breno Josiane de Fátima Carvalho, matrícula 0609003-6 Paulo Henrique Feretti, matrícula: 0609021-4 Eficiência Energética, professor José Tarcisio Qualidade de Energia Elétrica 1. Apresentação A disponibilidade da energia elétrica representa um incremento na qualidade de vida das populações. Num primeiro momento em que se implanta um sistema de distribuição de energia elétrica, a população local imediatamente passa a constar com inúmeros benefícios, tanto do ponto de vista de maior conforto doméstico como de melhores possibilidades de emprego e produção. À medida que os benefícios da energia elétrica passam a fazer parte do dia-a-dia das pessoas, é natural que inicie-se um processo de discussão quanto à qualidade daquele produto. Numa análise inicial preocupa-se com a continuidade do serviço, já que fica evidente que qualquer interrupção do fornecimento implicará em transtornos de toda ordem. Não tão evidente,no entanto, é a questão da qualidade da energia elétrica como um produto comercial, mesmo que não ocorram interrupções. Isso normalmente só é percebido de forma um pouco difusa, através de falhas de funcionamento em alguns equipamentos. A questão da qualidade da energia elétrica aparece portanto a partir do momento em que os consumidores constatam interrupções no fornecimento, mas à medida que tais consumidores tornam-se mais sofisticados sob o ponto de vista tecnológico, outros fatores começam a ser considerados. O conhecimento dos atributos que qualificam a energia elétrica, seus distúrbios e características aguça uma discussão cada vez mais presente no meio profissional da engenharia elétrica e também na sociedade que envolve a conservação de energia e seus reflexos na qualidade de energia elétrica. 2. Evolução das Cargas Elétricas Até final da década de 70, vivíamos uma situação bastante diferente da atual no Brasil, no que diz respeito ao consumo de energia elétrica.Podíamos claramente generalizar três tipos de consumidores: o consumidor residencial (urbano e rural), o de comércio e/ou serviços e o consumidor industrial. Naquela época o consumidor residencial, por exemplo, possuía uma carga plenamente resistiva, salvo raras exceções. Numa residência típica daquela época,encontrava-se como cargas grandes os chuveiros elétricos a resistência, e os ferros de passar roupas à resistência elétrica. O número de equipamentos eletrônicos resumia-se, na maioria das residências, a um aparelho de TV.Apesar da existência nas residências de uma carga indutiva-resistiva (o motor do refrigerador), a demanda por energia elétrica era consumida por uma carga considerada resistiva.Atualmente, vivemos uma realidade bastante diferente, onde podemos encontrar comumente consumidores (de diversas classes), também residenciais, com
Background image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full DocumentRight Arrow Icon
cargas comandadas eletronicamente, tais como fornos de microondas,computadores e periféricos, diversos aparelhos de TV e de áudio, em uma gama bastante vasta de
Background image of page 2
Image of page 3
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

This note was uploaded on 06/12/2011 for the course ENGINEERIN 601 taught by Professor Cesar during the Spring '11 term at Universidade Federal de Minas Gerais.

Page1 / 12

Qualidade de Energia - Universidade Federal de So Joo del...

This preview shows document pages 1 - 3. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online