HPE - Questao 02 - Alvaro V2

HPE - Questao 02 - Alvaro V2 - PROVA DE HPE QUESTO 02 2...

Info iconThis preview shows pages 1–2. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
PROVA DE HPE – QUESTÃO 02. 2- Tradicionalmente as origens do pensamento econômico clássico são buscadas no desdobramento da tradição da filosofia do direito natural (jusnaturalismo), na resposta específica às questões suscitadas pelo contexto histórico da época (crescimento agrícola e manufatureiro do período imediatamente anterior à Revolução Industrial), e no elemento político contido na ideologia liberal . Procure caracterizar o mercantilismo e o pensamento fisiocrata dentro desse contexto das origens do pensamento econômico clássico. Quando analisado os textos dos precursores, percebe-se que a ciência econômica nascente é composta por três perspectivas que se complementam: É uma resposta especifica suscitada pelo crescimento agrícola e manufatureiro; é um elemento politico contido na ideologia liberal e é um desdobramento da tradição da filosófica do direito natural. Se estes três fatores são constituintes da economia politica clássica e dos precursores desta escola de pensamento então convém analisar cada um destes fatores separadamente. Após isto, será demonstrado como estas ideias estavam presentes nos escritos de pensadores mercantilistas e fisiocratas. Durante os séculos XVII e XVIII, o desenvolvimento do comércio, da agricultura e da manufatura, revolucionaram as estruturas produtivas e sociais em um contexto pré-revolução industrial. A Economia estava então em desenvolvimento e muitas das questões teóricas depois observadas naquele momento estavam apenas “embrionárias”, latentes. Cada vez mais, questões que o comércio e a produção tornavam correntes (juros, preços e taxa de cambio) são alvos de pesquisa por intelectuais oriundos da filosofia e das ciências da natureza. Tais questões começam a ser abordadas de forma sistemática nesse período e percebe-se que uma nova ciência – econômica – estava para nascer. É sobre este contexto que os pensadores mercantilistas e fisiocratas vão avaliar para formar as suas idéias. A segunda perspectiva que está presente nos escritos “pré-classicos” dos mercantilistas e fisiocratas se refere a um elemento politico diretamente relacionado com o papel do estado. Hobbes, matemático e filósofo ingles, propõe uma solução em relação a dualidade Estado da Natureza x Sociedade Civil. Ele alega que se os indivíduos se comportarem de acordo com seus estados naturais, seus instintos (Estado da Natureza), existiria uma constante guerra de todos contra todos e o resultado mais provável é a desordem, que se matem. Devido a este fator a ordem social seria prejudicada. A solução para este dilema é que a Sociedade Civil seja controlada por um estado forte, que com base na racionalidade, possa impor limites para os instintos dos seres humanos. Hobbes é então um liberal que defende um estado forte, o Leviatã. John Locke, também um filósofo inglês, vem trazer uma resposta contrária. O ser humano não
Background image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
Image of page 2
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

Page1 / 7

HPE - Questao 02 - Alvaro V2 - PROVA DE HPE QUESTO 02 2...

This preview shows document pages 1 - 2. Sign up to view the full document.

View Full Document Right Arrow Icon
Ask a homework question - tutors are online