Relatório Gerador de Van der Graaf

Relatório Gerador de Van der Graaf -...

Info icon This preview shows pages 1–6. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CORNÉLIO PROCÓPIO GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA INDUSTRIAL MECÂNICA <NOME> <NOME> <NOME> <NOME> THEODORE ALEXANDER DE CAMPOS STIHAIENCO FÍSICA III RELATÓRIO DE LABORATÓRIO CORNÉLIO PROCÓPIO
Image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
2011THEODORE ALEXANDER DE CAMPOS STIHAIENCO <NOME> <NOME> <NOME> <NOME> FÍSICA III RELATÓRIO DE LABORATÓRIO Trabalho apresentado como requisito parcial à aprovação na unidade curricular de Física III, do Curso Superior de Engenharia Industrial Mecânica, da Gerência de Ensino e Pesquisa, do Campus Cornélio Procópio, da UTFPR. Orientador: Prof. Ricardo CORNÉLIO PROCÓPIO 2011
Image of page 2
Experimento 2 – Gerador de Van der Graaf (VDGG) Índice 1 - INTRODUÇÃO 1.1 Fundamentação Teórica 1.1.1 Processos de Eletrização 1.1.2 Poder das Pontas 1.1.3 Lei de Paschen 1.2 Funcionamento do VDGG 2 - EXPERIMENTO 3 - RESULTADOS 4 - CONCLUSÃO 1 – Introdução Neste relatório serão expostos os resultados e considerações feitos durante o experimento feito em laboratório, bem como elencadas as bases teóricas utilizadas para a realização do mesmo. O experimento realizado constitui na utilização e análise do equipamento chamado Gerador de Van der Graaf, que utiliza-se da eletrização de objetos por atrito para gerar eletricidade. 1.1 Fundamentação Teórica Antes da apresentação dos resultados propriamente ditos, será feita a exposição das bases teóricas por trás da execução da experiência
Image of page 3

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
1.1.1 Processos de Eletrização Para entendermos como ocorre o funcionamento do VDGG, primeiramente é necessário ter uma base sobre como ocorre a eletrização dos objetos. Eletrização por Atrito (Efeito Triboelétrico) Basicamente, o efeito triboelétrico constitui no fato de objetos perderem ou ganharem elétrons quando atritados. Com isso chegamos à chamada Série Triboelétrica, que elenca em ordem crescente os objetos que tendem a se tornarem mais negativos, ou seja, ganham elétrons com mais facilidade. A Tabela 1 a seguir constitui um apanhado resumido desta série, que servirá de recurso para o experimento: Ar Vidro Fibra sintética (acrílico, nylon) Alumínio Papel Algodão Madeira Borracha PVC Tabela 1 – Série Triboelétrica (Resumida) Eletrização por Contato Eletrização por contato é o que ocorre quando dois objetos de cargas diferentes entram em contato físico. Suponhamos que um objeto 1 de carga Q 1 , positiva, entre em contato com um objeto 2 de carga Q 2 = 0. No momento do contato físico, ambos os objetos passariam a ter uma carga , positiva, que se manteria mesmo depois que os objetos deixassem de se tocar.
Image of page 4
Isso ocorre pelo fato do objeto 1 estar com carga positiva, logo recebe alguns
Image of page 5

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
Image of page 6
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern