4(1) - Relatrio de Lab Eletrnica e Controle Nmero 4 V...

Info icon This preview shows pages 1–4. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
1 Relatório de Lab. Eletrônica e Controle - Número 4 V – 2009-I Nome/No.Matr.: Victor César Pigozzo Filho / 05139465 Título do Relatório: PIC e Eletrônica digital EMC – 5614 / 2009.1 Florianópolis, 30 de junho de 2009 TABELA DE TÓPICOS / ÍNDICE do relatório: S O M A : _ _ _ _ _ _ _ ____ NOTA (soma/6): _________ Avaliação (por tópico): completo e correto = 2 incompleto e-ou parcialmente incorreto = 1 faltante = 0) Tópico Nome do Tópico Página(s) Avaliação Peso Nota/Ítem N o . (veja lista) até Σ = 30 1 INTRODUÇÃO 2 x 2 REVISÃO DA TEORIA 1 x 3 EQUIPAMENTOS 2 x 4 MONTAGENS 3 x 5 DETALHAMENTO 3 x 6 ENSAIOS, MEDIÇÕES,... 5 x 7 SIMULAÇÕES 3 x 8 CONCLUSÕES 3 x 9 CRÍTICA / SUGESTÕES 3 x 10 RESUMO 2 x 11 BIBLIOGRAFIA 2 x 12 APENDICES 1 x
Image of page 1

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
2 INTRODUÇÃO Neste relatório falaremos sobre os CI PIC, da Microchip, devido à sua imporância e grande utilização na eletrônica atual. Até então tinhamos trabalhado apenas com eletrônica analógica, neste relatório introduziremos a eletrônoca digital e apresentaremos a diferenças entre a analógica assim como suas vantagens e limitações. Falaremos sobre os componentes digitais utilizados. REVISÃO TEÓRICA / EQUIPAMENTOS E MATERIAIS Os PIC (PICmicro) são uma família de microcontroladores fabricados pela Microchip Technology, que processam dados de 8 bits e de 16 bits, mais recentemente 32, com extensa variedade de modelos e periféricos internos, com arquitetura Harvard e conjunto de instruções RISC (conjuntos de 35 instruções e de 76 instruções), com recursos de programação por Memória flash, EEPROM e OTP. Os microcontroladores PIC têm famílias com núcleos de processamento de 12 bits, 14 bits e 16 bits e trabalham em velocidades de 0kHz (ou DC) a 48MHz, usando ciclo de instrução mínimo de 4 períodos de clock, o que permite uma velocidade de no máximo 10 MIPS. Há o reconhecimento de interrupções tanto externas como de periféricos internos. Funcionam com tensões de alimentação de 2 a 6V e os modelos possuem encapsulamento de 6 a 100 pinos em diversos formatos (SOT23, DIP, SOIC, TQFP, etc)
Image of page 2
3 Seus principais periféricos internos (a disponibilidade varia conforme o modelo): Conversores Analógico-Digitais de 8 a 12 bits Contadores e timers de 8 e 16 bits Comparadores Analógicos USARTs Controladores de comunicação I2C, SPI, USB Controladores PWM Controladores de LCD Controladores de motores Gerador de energia de alta potência Periféricos para LIN, CAN Controladores Ethernet Periféricos IRDA Codificadores para criptografia Keeloq Watchdog timer Detetores de falha na alimentação Portas digitais com capacidade de 25mA (fornecer ou drenar) para acionar circuitos externos Osciladores internos Os PICs podem ser programados em linguagem mnemônica (assembly) ou usando-se compiladores de linguagem de alto nível (Pascal, C, Basic) que geram um código em formato hexadecimal (Intel Hex format ou linguagem de máquina) que são usados para serem gravados na memória de programa desses microcontroladores. Para tal procedimento, utiliza-se um hardware especial (gravador) acoplado a um PC. (com um PIC é possível rodar pequenos programas
Image of page 3

Info iconThis preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

View Full Document Right Arrow Icon
Image of page 4
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern