2008 at set 2008 2007 2006 2005 2004 2003 2002 2001

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: ionada por condições de forte instabilidade nos mercados financeiros internacionais e pela incerteza em torno das perspectivas económicas em várias regiões do mundo, assistiu-se, a partir de finais de Maio de 2009, a uma diminuição da referida volatilidade, reflectindo uma menor tensão nos mercados financeiros. Durante o ano de 2009, a taxa de câmbio do euro face ao dólar situou-se, em média, em 1,39 dólares, representando uma depreciação de 5,3% em relação ao verificado em 2008. De referir, porém, a apreciação do euro registada no final de 2009 face ao final do ano precedente, atingindo o nível de 1,44 dólares (contra 1,39 dólares no final de 2008) e parecendo a melhoria das perspectivas macroeconómicas para a área do euro e preocupações acrescidas quanto ao futuro das finanças públicas dos EUA (Gráfico II.4). Gráfico II.4. Taxa de Câmbio do Euro Face ao Dólar (Valores fim de período) 1,6 1,5 1,4 1,3 1,2 1,1 1,0 0,9 Dez-09 Dez-08 Dez-07 Dez-06 Dez-05 Dez-04 Dez-03 Dez-02 Dez-01 0,8 Fonte: Banco de Portugal. Por último, os preços das matérias-primas desaceleraram, no início de 2009, influenciados, em parte, pelo enfraquecimento da actividade económica mundial. Este movimento foi, porém, invertido a partir do 2.º trimestre, tendo os preços voltado a acelerar (apesar de, em termos médios, estarem abaixo dos valores de 2008). Para este movimento contribuiu (i) o retomar das aplicações em activos financeiros associados a estes produtos por parte dos investidores internacionais, denotando uma maior preferência em aplicações de maior risco, (ii) a depreciação do dólar, (iii) a melhoria das expectativas de recuperação económica e (iv) as decisões da OPEP orientadas no sentido de não aumentar a produção de petróleo. No que se refere aos preços dos metais, a tendência ascendente foi sobretudo influenciada pela reconstituição de stocks por parte da China. No 4.º trimestre de 2009, o preço do petróleo Brent subiu para 76 USD/bbl (51 €/bbl), muito acima do valor registado no primeiro trimestre do ano - 46 USD/bbl (35 €/bbl) (Gráfico II.5). 97 RELATÓRIO OE2010 Economia Portuguesa: Evolução Recente e Perspectivas para 2010 Gráfico II.5. Preço Spot do Petróleo Brent (USD/barril e eur/bbl) 100,0 90,0 80,0 70,0 60,0 50,0 40,0 30,0 USD/bbl 20,0 € /bbl 10,0 2010* 2009 2008 2007...
View Full Document

Ask a homework question - tutors are online