2372 04 1943 1245 no subsector estado o crescimento

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: co Administrativo (SPA) e/ou empresas já existentes que, entretanto, foram extintas, resultando num acréscimo líquido de apenas cinco entidades (Quadro III.59). O peso do SEE na economia, em termos de VAB, representava, em 2008, 4,8% do PIB, traduzindo um acréscimo marginal de + 0,7 p.p. face a 2007. 193 RELATÓRIO OE2010 Situação Financeira das Administrações Públicas Gráfico III.20. Peso do SEE no PIB 6,0% 5,0% 4,8% 4,4% (% do PIB pm) 4,1% 3,7% 4,0% 3,9% 3,7% 3,0% 3,0% 3,1% 2,0% 1,0% 0,0% 2005 Peso do SEE no PIB pm 2006 2007 2008 Peso do SEE (excluindo o Sector da Saúde) no PIB pm Fonte: Ministério das Finanças e da Administração Pública. Por seu lado, no 3.º trimestre de 2009, em comparação com o período homólogo, essa tendência de crescimento acentuou-se, tendo o VAB registado um crescimento de 3,2%. No que respeita ao Emprego, o número médio de trabalhadores das empresas que constituem o Sector Empresarial do Estado no final de 2008, representava 3,2%, resultando num acréscimo de +0,3 p.p. quando comparado com os dados de 2007. Gráfico III.21. Peso do SEE no Emprego 3,5% 3,2% 2,9% 3,0% (% do Emprego Total) 194 2,5% 2,4% 2,5% 2,0% 1,5% 1,6% 1,0% 1,5% 1,5% 1,6% 0,5% 0,0% 2005 Peso do SEE no Emprego 2006 2007 2008 Peso do SEE (excluindo o Sector da Saúde) no Emprego Fonte: Ministério das Finanças e da Administração Pública. Caso não se considere o sector da Saúde, o peso do emprego do SEE na economia seria de apenas 1,6%, o que traduz um esforço de contenção de efectivos que vem sendo prosseguido de forma continuada nas principais empresas públicas. No 3.º trimestre de 2009, face ao período homólogo, o volume de emprego registou um aumento de 0,7% face a uma contracção de 3,4 % do conjunto da economia. RELATÓRIO OE2010 Situação Financeira das Administrações Públicas III.6.2. Indicadores Económico-Financeiros do Sector Empresarial do Estado Os Resultados Operacionais e o EBITDA das Empresas Públicas Não Financeiras (EPNF), isolando a Parpública e o sector da Saúde, melhoraram 38,6% e 103,7%, respectivamente, traduzindo o esforço consistente de melhoria da actividade económi...
View Full Document

Ask a homework question - tutors are online