Durante o segundo trimestre de 2009 foi lanado um

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: sferências para particulares apresentam um efeito reduzido; no entanto, esse efeito é maior 15 quando dirigidas aos particulares com restrições de liquidez . Também em Manteu e Martins (2009), as medidas implementadas através dos aumento dos gastos públicos, seja em consumo ou em investimento, têm um maior efeito do que os multiplicadores associados às transferências e à redução de impostos. Neste último caso, os agentes económicos poderão optar por usar o aumento do rendimento disponível para aumentar a poupança e não para aumentar o consumo para além de que as medidas de descida de impostos são mais 16 difíceis de reverter . Mais concretamente, é recomendado que a despesa pública seja direccionada para potenciar o crescimento a longo prazo, dando-se preferência, nomeadamente, a medidas no sector da educação e da inovação, investigação e desenvolvimento. Uma abordagem possível poderá ser antecipar despesas de investimento já 17 planeadas, o que fará com que o custo-benefício de longo prazo se mantenha . No âmbito do mercado de trabalho, são consideradas mais eficientes as medidas que assegurem a manutenção do emprego, por exemplo através de apoio a empresas, ao invés de medidas que incentivem a passagem à situação de reforma antecipadamente. No que respeita aos apoios directos às empresas, deve-se dar especial atenção às empresas que defrontem restrições de liquidez, mas que apresentem potencial de crescimento. Um dos aspectos essenciais para a eficácia destes pacotes de estímulo à economia é a sua natureza temporária e reversível, de modo a não pôr em causa a confiança dos agentes económicos no objectivo de finanças públicas sustentáveis a longo prazo. De facto, embora sendo considerada benéfica no curto prazo, e até relevante para a dinâmica de crescimento de longo prazo da economia, uma política orçamental expansionista origina uma deterioração do saldo orçamental e, consequentemente, um aumento da dívida 18 pública . No longo prazo, esta situação terá como consequência, ceteris paribus, uma redução da poupança privada...
View Full Document

This document was uploaded on 11/28/2013.

Ask a homework question - tutors are online