Em termos intra anuais e aps o valor negativo

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: ização dos rácios da dívida pública em percentagem do PIB até 2007 (Gráfico I.2). Em 2009, o défice das contas públicas deverá 1 Para uma análise mais detalhada das iniciativas de estímulo adoptadas, veja-se a secção I.1.3 deste Relatório. 15 16 RELATÓRIO OE2010 Reforçar a Confiança na Recuperação da Economia e das Finanças Públicas quase que triplicar face a 2008 para o conjunto dos países da União Europeia, atingindo os 6,9% do PIB, de acordo com as previsões de Outono de 2009 da Comissão Europeia, o qual compara com cerca de 5% para os Estados Unidos. O aumento das necessidades de financiamento das Administrações Públicas, bem como o efeito do menor crescimento económico em termos nominais e as operações de aquisições líquidas de activos por parte dos Estados repercutiram-se também em acréscimos imediatos e muito expressivos dos rácios da dívida pública no PIB . De salientar que as operações de concessão de garantias pelo Estado constituem responsabilidades potenciais, só afectando a dívida pública se accionadas. Gráfico I.2. Decomposição da Variação da Dívida na UE27 e nos EUA (em percentagem e p.p. do PIB) UE27 EUA 100 16 14 12 10 8 6 4 2 0 ‐2 ‐4 80 60 40 20 0 ‐20 ‐40 ‐60 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 100 16 14 12 10 8 6 4 2 0 ‐2 80 60 40 20 0 ‐20 ‐40 ‐60 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 Défice Outros Défice Outros Var. dívida Dívida pública (eixo dta) Var. dívida Dívida pública (eixo dta) Fontes: CE e FMI. O esforço coordenado de âmbito global de políticas de estabilização financeira e orçamental contribuiu para que a actividade económica, após um primeiro semestre muito negativo na maior parte das economias, tenha evidenciado na segunda metade de 2009, sinais de recuperação. Este esforço permitiu evitar o colapso do sistema financeiro internacional, bem como minorar o impacto negativo da crise sobre a confiança dos agentes económicos e mitigar as consequências sobre o mercado de trabalho. A apreciação actual dos riscos associados à evolução da economia mundial, apesar de equilibrada, tem subjacente um elevado grau de incert...
View Full Document

This document was uploaded on 11/28/2013.

Ask a homework question - tutors are online