Na receita de capital a diminuio reflecte a entrada

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: sa: Evolução Recente e Perspectivas para 2010 Gráfico II.22. Endividamento dos Particulares e das Sociedades não Financeiras (Em % do PIB) 150 125 100 75 50 25 Particulares 2008 2007 2006 2005 2004 2003 2002 2001 2000 1999 1998 1997 0 Sociedades não Financeiras Fonte: Banco de Portugal. À semelhança do comportamento dos índices bolsistas internacionais, o desempenho do mercado bolsista português evoluiu favoravelmente a partir de Março de 2009, reflectindo o aumento da apetência pelo risco, motivado, em parte, pela revisão em alta das perspectivas de crescimento para a economia portuguesa. No final do ano de 2009, e face ao verificado no final de 2008, o índice PSI-20 aumentou 34% - acima do desempenho dos Índices Euro Stoxx 50 (21%) e Dow Jones (19%). Gráfico II.23. Desempenho Comparativo dos Índices Bolsistas (Abril 2007=100) 110,0 100,0 90,0 80,0 70,0 60,0 50,0 PSI-20 DJ Euro Stoxx50 Dez-09 Set-09 Jun-09 Mar-09 Dez-08 Set-08 Jun-08 Mar-08 Dez-07 Set-07 40,0 Jun-07 112 DOW JONES Fontes: CMVM e Finance Yahoo. No final do ano de 2009, a capitalização bolsista total aumentou 32% face ao registado no final de 2008, devido à forte subida do segmento accionista que apresentou um acréscimo de 52%, a qual reflectiu a melhoria da situação financeira internacional. RELATÓRIO OE2010 Economia Portuguesa: Evolução Recente e Perspectivas para 2010 II.3. Perspectivas para 2010 II.3.1. Hipóteses Externas para 2010 As perspectivas para 2010, segundo o FMI, apontam para uma melhoria da economia mundial, devendo o PIB aumentar 3,1% em termos reais, situando-se, porém, abaixo da taxa média de crescimento registada entre 2000 e 2008 (4%). Estima-se que a retoma seja lenta, especialmente nas economias avançadas, e que demore algum tempo para que seja possível reabsorver o número crescente de desempregados, cuja taxa prevista indicia nova deterioração (9,3% em 2010, que compara com 8,2% em 2009 e 5,8% em 2008). Os principais factores que deverão justificar o fraco crescimento da...
View Full Document

Ask a homework question - tutors are online