No longo prazo esta situao ter como consequncia

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: ção do princípio da onerosidade (Quadro I.8). Quadro I.8. Alienação de Imóveis (Milhões de euros ) MINISTÉRIOS ENCARGOS GERAIS DO ESTADO (%) 2007 (%) 2008 (%) 2009 11,5 7,3% 0,0 0,0% 0,0 0,0% ADMINISTRAÇÃO INTERNA 0,0 0,0% 2,7 0,8% 36,3 12,1% NEGÓCIOS ESTRANGEIROS 0,0 0,0% 0,0 0,0% 0,0 0,0% FINANÇAS E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 58,8 37,2% 23,3 6,9% 27,2 9,0% DEFESA NACIONAL 16,6 10,5% 26,0 7,7% 46,5 15,4% 1,0 0,6% 121,9 35,9% 10,6 3,5% 16,2 10,3% 0,0 0,0% 30,3 10,1% 2,1 1,3% 20,4 6,0% 15,2 5,0% AGRICULTURA, DESENVOLVIMENTO RURAL E PESCAS 12,4 7,9% 63,1 18,6% 8,4 2,8% OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES 6,0 3,8% 0,0 0,0% 13,7 4,5% 24,1 15,3% 20,7 6,1% 1,4 0,5% 5,9% 111,4 37,0% JUSTIÇA AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO ECONOMIA E INOVAÇÃO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL SAÚDE 9,3 5,9% 20,0 EDUCAÇÃO 0,0 0,0% 34,1 10,0% 0,0 0,0% CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR 0,0 0,0% 7,6 2,2% 0,0 0,0% CULTURA 0,0 0,0% 0,0 0,0% 0,0 0,0% 157,9 100,0% 339,8 100,0% 300,9 100,0% TOTAL GERAL RELATÓRIO OE2010 Reforçar a Confiança na Recuperação da Economia e das Finanças Públicas I.3. Recuperar o Crescimento Económico, Apoiar o Emprego e Promover a Coesão Social I.3.1. Política Económica para Combater a Crise O desenvolvimento da profunda crise económica e financeira em 2008 e 2009 desencadeou respostas de dimensão sem precedentes por parte das autoridades de política económica. Caixa 6. Fundamentos para adopção de medidas de estímulo Na última década, assistiu-se a uma alteração significativa na perspectiva económica relativa à adequabilidade das intervenções discricionárias de política orçamental. Refira-se, a título de exemplo, que ainda em 2002, o economista Martin Feldstein referia “existe um consenso alargado entre os economistas de que as políticas orçamentais discricionárias contracíclicas não têm contribuído para a estabilização económica e, no passado, 9 podem mesmo ter contribuído para a destabilização” . Este economista previa então apenas um cenário de excepção...
View Full Document

Ask a homework question - tutors are online