O rpido crescimento da oferta de cursos de

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: ticulada com a formação. Ao nível da intervenção direccionada a adultos, serão reforçados os mecanismos de inserção profissional, quer para os desempregados subsidiados quer para os não subsidiados, nomeadamente através do apoio a empregos de transição que assegurem a participação de 50 000 beneficiários de subsídio de desemprego e de 12 000 beneficiários do Rendimento Social de Inserção. A implementação destes apoios insere-se, ainda, numa estratégia de maior participação das instituições da economia social na resposta aos problemas económicos e sociais. No âmbito das medidas activas de emprego serão ainda reforçados, durante 2010, os apoios à contratação de públicos específicos, como os jovens à procura do primeiro emprego e os desempregados com mais de 40 anos. Em 2010, os instrumentos de promoção do emprego serão ainda prosseguidos nos domínios da orientação profissional dos diferentes públicos, nomeadamente através das metodologias de intervenção INSERJOVEM e REAGE, direccionadas aos desempregados, e por via da dinamização de gabinetes de apoio ao emprego e ao empreendedorismo em diversos tipos de instituições. Em 2010 proceder-se-á ainda à dinamização de novos canais de acesso às medidas de emprego, designadamente, por via do reforço da interacção multicanal entre a oferta e a procura de trabalho. Mais e Melhor Política para a Deficiência Em 2010, será produzida uma estratégia de âmbito nacional para a deficiência (2010-2013), que virá ao encontro aos desafios impostos pela Convenção dos Direitos das Pessoas com Deficiência, dando seguimento ao primeiro Plano de Acção para a Integração das Pessoas Com Deficiência ou Incapacidades (2006-2009). No âmbito desta nova estratégia, será dado particular enfoque a medidas relativas a cinco eixos estruturantes: deficiência e multidiscriminação; justiça; autonomia e qualidade de vida; acessibilidades; e modernização administrativa. Prevê-se, também, dar início a um programa de apoio à reabilitação e activação profissional dos beneficiários de pensões de invalidez, nomeadamente através da revisão do regime de acumulação de prestações por deficiênc...
View Full Document

This document was uploaded on 11/28/2013.

Ask a homework question - tutors are online