Do pib e uma diminuio do excedente da segurana social

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: s economias avançadas nos próximos anos derivam da persistência da fraqueza da procura interna influenciada pela manutenção de condições restritivas de financiamento (associadas, por sua vez, ao aumento de exigências no sector bancário em termos de necessidade de maior equilíbrio dos seus balanços, a regras prudenciais mais exigentes, a regulamentação e supervisão mais alargadas e a adopção de critérios de maior transparência dos bancos). Igualmente, a expectativa de aumento da taxa de poupança das famílias, segundo as organizações internacionais, deverá contribuir para um crescimento económico mais modesto nos próximos anos. Assim, o consumo das famílias deverá registar um crescimento particularmente baixo nos EUA e Reino Unido e, deverá permanecer negativo em Espanha, países cujas famílias se encontram muito endividadas e que se caracterizaram, nos últimos anos, por uma forte expansão do crédito, pela sobre-avaliação do preço dos imóveis e por elevados défices da balança corrente atingiu um valor elevado. A recuperação gradual da economia mundial deverá ser acompanhada por uma taxa de inflação moderada ao longo de vários anos, perspectivando-se, no entanto, uma ligeira subida devido ao aumento dos preços das matérias-primas. Ainda segundo o FMI, no que concerne as economias emergentes e em desenvolvimento, prevê-se um crescimento do PIB de 5,1% em 2010 (1,7% em 2009), sendo especialmente robusto na China e Índia, devido ao reforço da procura interna impulsionada por políticas orientadas para a recuperação económica. Neste contexto, os pressupostos para o enquadramento externo das actuais previsões para 2010 apontam para a recuperação do enquadramento internacional, com o gradual desanuviamento da crise financeira e económica internacional. Contudo, e dado o actual nível de incerteza no contexto macroeconómico e financeiro, não será de descartar a possibilidade de um novo agravamento da situação económica internacional Assim, prevê-se para 2010...
View Full Document

Ask a homework question - tutors are online