teriam sido os principais determinantes do

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: o além dos limites dos Ministérios da Ciência e Tecnologia e de Minas e Energia. Incluem, de acordo com Rodrigues et al (2003), dentre outras, instituições de pesquisa e universidades, a Agência Nacional de Petróleo, a Embrapa, empresas estatais como a Petrobrás, além de iniciativas promovidas por diversos estados da federação, por empresas e entidades como a Tecnologias Bioenergéticas Ltda. (Tecbio), a Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiove) e a Confederação Nacional da Agricultura (CNA). A articulação dos mais diversos envolvidos no Sistema Nacional de Inovação pode ser constatada tanto na criação da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel, que congrega instituições de pesquisa e desenvolvimento de 22 estados da federação, o MCT, quanto em ações como a criação do Portal do Biodiesel (www.biodiesel.gov.br), o qual possibilita a troca de experiências e informações assim como o “[...] esclarecimento de dúvidas entre institutos de pesquisa, universidades, empresas privadas, associações de agricultores, pesquisadores, técnicos, organizações não governamentais e interessados em geral”, além de ser um canal para onde são direcionados recursos de fundos 49 federais de financiamento de projetos científicos e tecnológicos. (ACCARINI, 2006, p. 56). A Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel (RBTB) foi implementada de acordo com Suarez e Meneghetti (2007): [...] com o intuito de articular os diversos agentes envolvidos na pesquisa, no desenvolvimento e na produção de biodiesel de forma a identificar e eliminar os gargalos tecnológicos da área. Esta rede, que está dividida em grupos temáticos (agricultura, produção, armazenamento, co-produtos e controle da qualidade), congrega cerca de 250 pesquisadores da área. Pode-se dizer que constitui um dos raríssimos exemplos, na nossa história, no qual um governo buscou estruturar uma base científicotecnológica desse porte para dar apoio e orientar um programa políticosocial e econômico como o PNPB29. (SUAREZ e MENEGHETTI, 2007, p. 2070). Alguns desafios inerentes à Ciência, Tecnologia e Inovação devem ser enfrentados para que o biodiesel alcance o potencial esperado no PNPB. Mello, Paulillo e Vian (2007, p.37) consideram que os principais desafios a serem transpostos se referem aos altos valores necessários para P&D. São altos os investimentos para o desenvolvimento de tecnologias de produção agrícola, para promover a melhoria energética das espécies oleaginosas, para que se evite a ampliação de áreas agrícolas e para a escolha de plantas de acordo com a característica da região. Em seu estudo, os autores concluem que, “Se essa questão tecnológica não for solucionada, a margem de lucro reduzida dos produtores, em função dos custos elevados de produção, pode desestimular a produção nacional.” Outros desenvolvimentos tecnológicos são sugeridos na literatura. O NAE (2004, p. 81), considera necessário que haja desenvolvimentos de variedades e cultivares, exceto para soja, e alguns aperfeiçoamentos dos processos produtivos, princi...
View Full Document

This document was uploaded on 01/24/2014.

Ask a homework question - tutors are online