186 com maiores ndices de colaborao entre organizaes

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: nata (L.) Pierre /glabra)”, a “Gordura animal não especificada” e a “Corn - Milho (Zea mays L.)”. Essas matérias-primas possuem menor ocorrência e importância no contexto global, mesmo assim, possuem ocorrências em artigos publicados apenas por IEIPPs. A última coluna da Tabela 8, ao apresentar a proporção do total de matériasprimas em artigos de EIPPs com relação ao total de artigos das organizações identificadas, proporciona auxílio no entendimento dessas relações. Pode-se, em princípio, afirmar que quanto maior o índice apresentado, maior é a relação entre os tipos de organizações e suas matérias-primas e, portanto, maiores são as relações entre a C&T. 6.1.4 Colaboração científica entre países e organizações Colaboração científica internacional Como apresentado em tópicos anteriores, a quantidade total de artigos publicados em biodiesel foi de 885. Desse montante, 85 foram publicados em cooperação com um ou mais países. Os demais artigos não possuem atividades colaborativas entre países. Isso não quer dizer que o artigo não possua atividades colaborativas como um todo, pois existem outros tipos de colaboração. A distribuição dos artigos em biodiesel, do ponto de vista de colaboração científica, está dividida entre: artigos que não possuem atividades colaborativas 173 internacionais; artigos que possuem dois países atrelados; e artigos com ocorrência de três diferentes países. A grande maioria de artigos não possui atividades de colaboração entre países. Os artigos com atividades colaborativas internacionais correspondem a 10% do total de artigos publicados (Gráfico 11). 1% 9% 90% Sem colaboração Colaboração entre 2 países Colaboração entre 3 países Gráfico 11 – Porcentagem de artigos em biodiesel com e sem colaboração internacional O Gráfico 11 demonstra a síntese do processo de colaboração científica entre os países. Comparando-se os dados, não é difícil inferir que o processo colaborativo internacional em biodiesel é, relativamente, pequeno, considerando-se a perspectiva global internacional. A avaliação da colaboração científica é um tema que tem se tornado frequente, despertando o interesse de organizações como o National Science Foundation. Segundo esta organização, os artigos em colaboração entre autores de dois ou mais países tem aumentado rapidamente, indicando colaboração além das fronteiras nacionais. Neste sentido, em 1988, apenas 8% dos artigos possuíam colaborações internacionais, subindo para 22% em 2007 (NATIONAL SCIENCE FOUNDATION, 2010). Com o objetivo de compreender como tem evoluído a dinâmica das atividades colaborativas internacionais em biodiesel, comparou-se o número de artigos publicados ano a ano ao longo do período (2000-2007). Com isso, visualiza-se se essa tendência sofreu mudanças ao longo da série histórica. As informações de evolução da Produção Científica em biodiesel com e sem colaboração internacional é apresentada no Gráfico 12. De início...
View Full Document

This document was uploaded on 01/24/2014.

Ask a homework question - tutors are online