68 spinak 1998 considera a existncia de relao entre a

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: da comunicação científica, nessa família de manuais. Com relação ao Manual de Frascati, a própria OCDE, considera não existir um modelo único capaz de estabelecer relações causais entre a ciência, a tecnologia, a economia e a sociedade. Existe uma grande dificuldade quando se busca indicações para a interpretação de indicadores de resultados, sobretudo do ponto de vista da comunicação científica, pautada nas publicações (SPINAK,1998). O autor salienta que a OCDE também reconhece a inexistência de padrões internacionais oficiais aplicáveis à coleta desses dados para a sua análise e emprego como indicadores de C&T. Surpreendentemente, Segundo Spinak (1998), o Manual de Oslo apresenta, mesmo que de forma marginal, procedimentos baseados em publicações científicas. Ou seja, considera a Literature-Based Innovation Output Indicators (LBIO), que é uma metodologia de pesquisa baseada nos casos de inovação a partir de revistas técnicas e comerciais. Finalmente, o Manual de Camberra nem, sequer, menciona os métodos e técnicas bibliométricas e cientométricos. Sendo assim, Spinak (1998, p. 142), considera muito estranho o fato de que no momento de medir CT&I, recursos humanos de P&D, etc., “[...] a comunicação e a informação científica em sua forma mais característica que é a publicação, não figure em um lugar central nos referidos manuais de uso internacional”. Considera-se, portanto, os métodos e técnicas baseadas na Bibliometria e na Cientometria, de fundamental importância no momento de se fazer análises da Produção Científica e Produção Tecnológica. Trata-se de um instrumento 63 complementar internacionalmente consagrado para tomadas de decisão em sistemas de Ciência, Tecnologia e Inovação. Para o presente estudo, tais métodos, técnicas, princípios e leis, etc., são apresentados e discutidos mais exaustivamente nas próximas seções. 5.2 ESTUDOS MÉTRICOS DA INFORMAÇÃO Diante da complexidade e limitações inerentes a todo e qualquer tipo de análise ou julgamento, há que se lançar mão de todas as ferramentas disponíveis, em se tratando da construção de indicadores de Ciência, Tecnologia e Inovação, sobretudo, diante da concepção sistêmica atual. É preciso que se busque a compreensão dos fenômenos ligados à dinâmica da CT&I sob o ponto de vista das mais diversas disciplinas e através dos mais diversos aspectos, sejam eles, políticos, econômicos, sociais ou culturais. Sendo assim, considera-se de vital importância a observância aos Estudos Métricos da Informação, baseados na Bibliometria, e o respectivo arcabouço teórico metodológico desenhado pela área de Ciência da Informação, que tem se mostrado competente para a discussão de temas relacionados à CT&I. Corroborando com esta posição, autores como Rocha e Ferreira (2004, p.62) explicitam que: A experiência mundial no que se refere à construção de indicadores de ciência, tecnologia e inovação mostra que essa tarefa não se limita a apenas u...
View Full Document

Ask a homework question - tutors are online