A bibliometria considerada por muitos pesquisadores

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: lica uma nova versão da obra Main Science and Technology Indicator, onde constam 149 indicadores destinados a entender os processos de CT&I, ou melhor, com intuito de apresentar indicadores de nível e tendências dos esforços em pesquisa e desenvolvimento dos membros e treze zonas abrangidas pela OCDE (OCDE, 2005). Como o indicador mais útil de todos é a comparação internacional, mesmo com as suas admitidas imperfeições (KOCHEN, 1978 apud VELHO, 1997), é fundamental que haja um compromisso das instituições coletoras e produtoras de indicadores no sentido de cumprir estritamente os procedimentos metodológicos combinados através de acordos internacionais e divulgados através dos manuais da área - Frascati, Oslo, Canberra, etc. Tal procedimento contribui para evitar problemas na construção de séries históricas, dando orientações, por exemplo, sobre como proceder para reformular e redesenhar bases de dados que podem ter repercussões significativas para manter a comparabilidade em nível internacional (VELHO, 1997). Mesmo diante da qualidade dos manuais, há que se reconhecer e destacar algumas limitações. Arundel (1998) et al apud Costa (2003), apontam duas limitações dos indicadores síntese de inovação, como, por exemplo, o fato de muitas atividades inovativas não serem diretamente mensuráveis, principalmente devido a aspectos tácitos, idiossincráticos. Também pelo fato de alguns aspectos da inovação não poderem ser reduzidos a medidas sínteses, dada a complexidade deste processo. Além disso, considera-se complexa a captação de todas as rotas alternativas dos fluxos de conhecimento entre as firmas, os quais são formados por uma ampla variedade de influências. Deste modo, o autor conclui que pesquisas de inovação, conduzidas como base nos manuais, não permitem análises, por exemplo, de relações ou redes de cooperação de pesquisa entre firmas. Diante de limitações e preocupações associadas ao caráter diferenciado da mudança tecnológica nos países em desenvolvimento, surgem, também, outras organizações e ações de fundamental importância. Dentre elas, destaca-se a Rede Ibero-americana de Indicadores de Ciência e Tecnologia (RICYT). Entre 62 suas atividades, a entidade procura elaborar metodologias no sentido de construir indicadores focados para as necessidades específicas de seus países membros. Um exemplo clássico de atuação foi a elaboração do “Manual de Bogotá”, resultado de um esforço conjunto de diferentes pesquisadores latino-americanos para contornar dificuldades da adoção do “Manual de Oslo” em pesquisas de inovação na América Latina (COSTA, 2003). Apesar dos inegáveis avanços obtidos pela OCDE com o desenvolvimento de metodologias para a mensuração das atividades de CT&I, Spinak (1998) chama a atenção para àquelas relacionadas com a ausência ou precária utilização de indicadores bibliométricos e cientométricos, particularmente do ponto de vista...
View Full Document

This document was uploaded on 01/24/2014.

Ask a homework question - tutors are online