A partir da dinmica apresentada pode se afirmar que

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: 0 1 100 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 79 24 138 21 213 65 333 50 34 % 3 33 3 5 22 0 0 13 11 0 0 40 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 10 Patentes 2 23 1 3 5 0 0 1 1 0 0 4 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 40 Orgs. Totais % 1 20 1 3 13 0 0 6 8 0 0 40 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 6 Pessoa física Patentes totais Quantidade Patentes Patentes % 77 117 38 25 155 57 89 25 22 114 37 70 43 38 113 58 85 3 3 88 23 29 11 28 40 5 23 1 4 24 5 7 11 61 18 8 14 4 22 18 9 11 1 8 12 4 12 0 0 12 7 10 2 17 12 5 7 3 30 10 3 4 4 50 8 6 6 1 14 7 2 4 2 33 6 5 5 1 17 6 0 0 6 100 6 2 3 0 0 3 2 2 0 0 2 1 1 1 50 2 2 2 0 0 2 1 2 0 0 2 1 2 0 0 2 2 2 0 0 2 2 2 0 0 2 1 1 0 0 1 1 1 0 0 1 0 0 1 100 1 0 0 1 100 1 0 0 1 100 1 326 511 160 24 671 221 Estados Unidos, Alemanha e Japão se destacam por possuir produção, consideravelmente, alta e por estar fortemente atreladas às EIPPs. No Japão, 80% das patentes são dessa categoria, nos Estados Unidos são 63% e na Alemanha 57%. A Alemanha é um país que também destoa em número de patentes de organizações na categoria “Não identificado”. O país possui 20% de suas patentes na categoria. Seguindo uma tendência semelhante, encontra-se o Brasil com 13% de todas as suas patentes em “Não identificado”. Outro conjunto de informações que podem ser vislumbradas a partir da Tabela 17, são os da categoria “Pessoa física”. Considerando-se os países com maiores quantitativos de patentes, observa-se que a Coreia do Sul é o que possui maior proporção de patentes da categoria (61%). A China é o segundo país, contando com 38% de todas as suas patentes registradas por “Pessoa física”. Um conjunto de países intermediários é formado pelos Estados Unidos, Alemanha, Brasil e Índia. O Brasil é o que possui maior proporção neste conjunto de países, com 28% de suas patentes em “Pessoa física”. Na sequência estão os Estados Unidos (25%), seguido da Alemanha e Índia (ambos com 22%). Explicita-se que alguns autores afirmam que a participação elevada das patentes de indivíduos é uma característica comum aos países que possuem sistemas de inovação imaturos (ALBUQUERQUE e SICSÚ, 2000). Gusmão (2006), considera extremamente elevado o fato de que mais de 70% das patentes no Brasil sejam referentes a pedidos de indivíduos, concluindo que tal prevalência está associada a uma realidade de atraso e subdesenvolvimento. No entanto, os dados apresentados pelos países, quanto ao biodiesel - excetuando a Coréia do Sul e, de certo modo a China - não trazem indicadores pessimistas quanto a esta questão visto que (segundo Gusmão, 2006) no padrão prevalecente no sistema internacional, as patentes de indivíduos não ultrapassaram 26% do total. O país que destoa, pela sua grande produção de patentes e pela quantidade, relativamente, baixa delas, enquadradas em “Pessoa física”, é o Japão, que conta com 3% de suas patentes na categoria. Com uma quantidade menor de patentes, mas com um...
View Full Document

This document was uploaded on 01/24/2014.

Ask a homework question - tutors are online