A partir de acordos internacionais com a intermediao

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: omenagem aos pioneiros; dar crédito para trabalhos relacionados; identificar metodologia, equipamento, etc.; oferecer leitura básica; retificar o próprio trabalho; retificar o trabalho de outros; analisar trabalhos anteriores; sustentar declarações; informar aos pesquisadores de trabalhos futuros; dar destaque a trabalhos pouco disseminados, 16 Considera-se aqui que o Google Acadêmico (http://scholar.google.com.br/), na verdade, não possa ser enquadrado na definição de bases de dados (pois não está organizado por matérias em contextos finitos e a informação não está estruturada em metadados). Em vista disso, concorda-se com a visão de MÉNDEZ RODRÍGUEZ (2002), ou seja, enquadra-se em ferramentas de recuperação de informação na web, via motores de busca. Mesmo assim, entende-se como relevante a sua menção devido as suas constantes inovações. 100 inadequadamente indexados ou desconhecidos (não citados); validar dados e categorias de constantes físicas de fatos etc.; identificar publicações originais nas quais uma idéia ou um conceito são discutidos; identificar publicações originais que descrevam conceitos ou termos epônimos, por exemplo, Mal de Hodgjkin; contestar trabalhos ou idéias de outros; debater a primazia das declarações de outros. (1971, WEINSTOCK , 1971 apud MACIAS-CHAPULA, 1998, p. 136). Em alguns casos as citações possuem usos não tão sérios. Neste sentido, pode-se citar Velho (199?) que, em seu texto intitulado “Cuidado com os rankings científicos”, apresenta problemas dos indicadores baseados em estudos de citações e questiona a premissa de que uma publicação deve ter certa qualidade básica para gerar impacto (isto é, o número de citações que um artigo recebe num dado período). Alguns dos problemas encontrados pela autora são: a tendência dos cientistas de se autocitar e de citar seus amigos; as imperfeições do sistema de comunicação internacional, onde o acesso a trabalhos variam consideravelmente, tornando questionável mensurar algo apenas pelas citações; o fato dos trabalhos de pesquisa fundamental serem muito mais citados do que os experimentais (o que não significa que são mais importantes); a dinâmica da Produção Científica variar entre as áreas do conhecimento. Não se podem comparar ciências diferentes com base nos trabalhos publicados por uma ou outra área (por exemplo, física e matemática); muitas vezes trabalhos são citados sem terem sido lidos e analisados cuidadosamente; as citações são muitas vezes levantadas de um outro artigo, sem terem sido lidas e sem dar crédito ao trabalho que primeiramente as apontou; as citações são, muitas vezes, colocadas, quase como uma "decoração", depois que o trabalho de pesquisa está pronto. Outras limitações reconhecidamente verdadeiras dizem respeito à particularidade de cada área. Pinto e Andrade (1999) argumentam que dentre as limitações, pode-se destacar o fato de que o número de referências por artigo varia de área para área. Desse modo, a dinâmica de Produção Cient...
View Full Document

This document was uploaded on 01/24/2014.

Ask a homework question - tutors are online