As representaes grficas e ndices de redes sociais e

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: lizados para a identificação dos assuntos das patentes (feito pelos avaliadores), ou seja, buscou-se identificar produtos, processos, ou aparelhos. Mesmo assim, o enquadramento dos assuntos dos artigos na CIP não foi tarefa trivial. Diante da dificuldade de enquadramento dos assuntos dos artigos na CIP, optou-se pelo enquadramento, no máximo, até a classe da CIP. A tentativa de se enquadrar os assuntos dos artigos em uma classificação mais específica dentro da CIP poderia revelar incoerências. Nos casos em que os assuntos dos artigos relacionavam-se a processos químicos, optou-se por enquadrá-los até a subseção da CIP denominada “Química”. Essa escolha deu-se pelo fato de que se verificou processos químicos semelhantes estarem dispersos nas patentes. Ou seja, processos químicos de produção do biodiesel identificados nas patentes - semelhantes aos identificados nos artigos -, estão classificados de maneira dispersa na subseção “Química”. Essa limitação pode ser originária de problemas de processamento técnico dos documentos de patentes já que segundo Garcia (2006) existe a possibilidade de interferências ideológicas, culturais e semânticas dos responsáveis pela atividade de indexação e dos instrumentos utilizados para representar as informações. Entende-se que essa dispersão dos assuntos esteja naturalmente relacionada ao processo de classificação, que mesmo realizado de forma criteriosa, apresenta margem para alguma subjetividade. Além desse fato, o European Patent Office (EPO) afirma que não é fácil encontrar informações sobre tecnologias patenteadas, especialmente emergentes, relacionadas a energias limpas, a partir dos sistemas de classificação de patentes existentes. Por esta razão, a organização criou recentemente uma nova categoria em seu sistema de classificação, para agrupar tais tecnologias, dentre elas, uma subclasse específica relativa a tecnologias para a produção de combustíveis de origem não fóssil (EPO, 2010). Existiram casos de artigos, cujos assuntos não foram identificados pelo espeta da área de química. Estes artigos, originalmente denominados “Outros processos ou metodologias ou investigações tecnológicas não 33 identificadas” não puderam ser enquadrados na CIP, passando a ser intitulados “Não identificado”. Além dos casos citados anteriormente, existiram, também, aqueles em que não foi possível, diante das especificidades de cada uma das produções, o enquadramento dos assuntos identificados nos artigos na CIP. Este foi o caso dos artigos originalmente classificados no assunto “Estudos com enfoques econômicos, políticos e históricos”, em que os mesmos passaram a ser denominados “Não aplicável”, quando da tentativa de enquadrá-los na CIP. 3.3.6 Redes de colaboração científica e tecnológica Conforme brevemente apresentado no referencial teórico, existe uma gama de possibilidades de aplicações de análise de coocorrência e algumas delas foram utilizadas na prese...
View Full Document

{[ snackBarMessage ]}

Ask a homework question - tutors are online