Considera se relevante frisar que o tratamento dado

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: qui chamadas verticais entre a C&T (relações identificadas no mesmo documento) e relações horizontais (a partir da comparação entre a Produção Científica e Produção Tecnológica). O Gráfico 3 apresenta a evolução do número de organizações que passam, ao longo da série histórica, a publicar artigos em biodiesel. O mesmo possibilita a visualização do crescimento do quantitativo de organizações de modo cumulativo e não cumulativo. A evolução cumulativa de organizações responde às questões: quantas organizações já haviam publicado artigos em 2000?; quantas organizações já haviam publicado artigos em 2001?; quantas organizações já haviam publicado artigos em 2002?... Já a evolução não cumulativa considera o quantitativo de organizações ano a ano, respondendo às questões: quantas organizações publicaram artigos no ano 2000?; quantas organizações publicaram artigos no ano 2001?; quantas organizações publicaram artigos no ano 2002?... 131 600 547 500 367 400 300 303 258 206 200 162 176 118 78 100 51 51 44 103 80 67 61 0 2000 2001 2002 2003 Não cumulativo 2004 2005 2006 2007 Cumulativo Gráfico 3 – Evolução das organizações que produziram artigos em biodiesel – Cumulativo e Não cumulativo (2000-2007) A quantidade de organizações demonstra-se crescente ao longo do período estudado. A evolução do número não cumulativo de organizações cresce ano a ano e, dessa forma, aumenta-se o número cumulativo de organizações que passam a produzir artigos científicos na área de biodiesel. A taxa média de crescimento cumulativo de organizações que publicam artigos em biodiesel entre 2000 e 2007 é de aproximadamente 41%. Quando comparado o número cumulativo de organizações que publicaram artigos em 2000 ao de organizações de 2007, observa-se uma diferença de 973% (para o ano 2007). Comparando-se a quantidade de organizações (não cumulativos) que passam a publicar ano a ano, verifica-se aumento médio crescente. O número de organizações que publicaram em 2000, comparado com o número de 2007, resulta em uma diferença positiva expressiva, de, aproximadamente, 500%. O número médio anual de organizações que passam a publicar artigos no período de 2000 e 2003 foi de 37. No período entre 2004 e 2007 esse número aumenta para aproximadamente 96 organizações. Segmentando os dados pelo período entre 2000 e 2005, observa-se que a taxa média de crescimento cumulativo de organizações que publicam artigos em biodiesel no período é de, aproximadamente, 39%. A diferença entre a quantidade de organizações entre 2000 e 2005 foi de, aproximadamente, 102%. O Número médio de organizações que publicaram artigos no período foi de 68 (organizações/ano). 132 Com apenas esses dados não é possível realizar explicações ou interpretações precisas sobre os motivos para que esse aumento do quantitativo do número de organizações ocorra. Em princípio, é possível afirmar que organizações estão cada vez mais se engajando na Produção Científica em biodiesel. Certamente existe um conjunto de fatores relacionados à importância dada aos biocombustíveis na atualidade e os seus determinantes econômicos, políticos, sociais e ambientais existentes no entorno da diversificação da matriz energética em nível global. A dispersão da produção de artigos pelas organizações A dispersão deixa clar...
View Full Document

This document was uploaded on 01/24/2014.

Ask a homework question - tutors are online