Esta evidencia relaes verticais entre a ct pelos

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: , afirma-se que existe um número pequeno de artigos em colaboração internacional a ponto de limitar algumas análises. 174 300 275 250 200 177 150 109 100 74 50 0 43 1 2000 38 5 3 2001 49 35 2002 36 10 8 2003 Sem colaboração 9 2004 2005 13 2006 2007 Com colaboração Gráfico 12 – Evolução dos artigos publicados em biodiesel com e sem em colaboração internacional (2000-2007) A primeira constatação é a de que existe certo grau de correlação entre as variáveis, visto que ambas evoluem, em média, positivamente ao longo do período (2000-2007). A comparação da taxa de crescimento entre os artigos com e sem colaboração internacional demonstra que o primeiro tem crescido, proporcionalmente, mais do que o segundo. Os artigos publicados em colaboração cresceram, no período, em média 67% e os sem colaboração, 30%. Mesmo diante do crescimento substancial dos artigos em colaboração entende-se que o quantitativo global é muito pequeno para se inferir que está havendo aumento de colaboração científica internacional em biodiesel. Redes de colaboração científica internacional Na Tabela 9 estão listados os 33 países estudados na presente pesquisa. Estão nela delineados: o total de artigos publicados pelos países na área de biodiesel; o total de artigos dos países com atividade colaborativa; o número de países com os quais houve artigos em colaboração; e o total de colaborações que o país teve em seus artigos. Na coluna intitulada “% (B/A)” tem-se a porcentagem de artigos que o país tem em colaboração em relação ao total de artigos publicados. Dos países com maior Produção Científica global (com até 20 artigos publicados), os que possuem proporcionalmente maior colaboração científica internacional são a França, com 33% do total de seus artigos publicados conjuntamente com outros países, a Grã-Bretanha, com 31% e a Alemanha, com 26%. 175 Um segundo grupo de países com grande quantidade de artigos, mas que possui níveis de colaboração proporcionalmente menores é composto pela Itália (21%), Canadá (19%), e Japão (18%). Com níveis de colaboração ainda mais baixos estão os Estados Unidos (14%), a Espanha (11%) e Taiwan (10%). Os dados colaborativos apresentados, por alguns países do primeiro e do segundo grupo, vão ao encontro dos apresentados pela National Science Foundation. A mesma constatou que os Estados Unidos e o Japão possuem taxas de colaboração semelhantes, mas inferiores quando comparadas com países da União Europeia, os quais possuem uma política explícita de incentivo à colaboração internacional, especialmente entre os países membros. (NATIONAL SCIENCE FOUNDATION, 2010). Tabela 9 – Países que publicaram artigos em biodiesel e suas dinâmicas colaborativas internacionais País Estados Unidos China Índia Brasil Japão Espanha Alemanha Canadá Grã-Bretanha Itália França Taiwan Áustria Coreia do Sul Irlanda Holanda Bélgica Eslováquia República Tcheca Austrália Finlândia Romênia Filipinas Portugal Suécia Cingapura Dinamarca Hungria África do Sul México Noruega Rússia Suíça Total Total de artigos (A) Total de artigos em colaboração (B) % (B/A) 242 100 83 68 66 61 53 43 42 33 27 20 14 14 11 8 7 7 7 6 6 6 5 5 5 4 3 3 1 1 1 1 1 954 33 7 6 5 12 7 14 8 13 7 9 2 5 2 2 2 2 0 0 2 1 3 4 0 0 2 3 1 1 0 0 0 1 154 14 7 7 7 18 11 26 19 31 21 33 10 36 14 18 25 29 0 0 33 17 50 80 0 0 50 100 33 100 0 0 0 100 16 Com nível de colaboração...
View Full Document

This document was uploaded on 01/24/2014.

Ask a homework question - tutors are online