Nestas abordagens os indicadores bibliomtricos e

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: m um artigo científico) e, por isso, somente pode ser consultado por meio de algumas bases de dados especializadas (como é o caso da DII). Além da informação de contagem de patentes concedidas por diferentes períodos, em diferentes países e para diferentes tipos de inventores, o documento de patente contém muito mais informação. Além de informações como o nome dos inventores e seus endereços e o nome da instituição para a qual foi concedida os seus direitos, esta também apresenta um ou mais códigos de classificação de patentes (assuntos), citações de patentes anteriores e, muitas vezes, também, de artigos científicos relacionados à invenção e, ainda, a descrição, razoavelmente completa, da tecnologia coberta pela patente. Assim, diversos aspectos podem ser estudados, como a distribuição geográfica de algumas invenções, redes de padrões de citações ou até mesmo aspectos econômico-tecnológico-históricos (GRILICHES, 1990, p. 1664). 110 Spinak (2003) divide os indicadores bibliométricos e cientométricos de patentes em indicadores de citação (que possui certa semelhança com a análise de citações em Bibliometria) e indicadores de tecnologia (que podem ser analisados em uma perspectiva nacional ou internacional e, também, estabelecidas relações cruzadas bilaterais ou multilaterais das patentes entre países). A partir destes dois grupos, as patentes são analisadas seguindo-se diversos aspectos, gerando uma grande variedade de indicadores úteis aos mais diversos tipos de análises. Dentre o conjunto de indicadores apresentados pelo autor, os mais comumente utilizados são os baseados na contagem de patentes, os baseados na análise de citações e os de colaboração no desenvolvimento de tecnologias. A partir desses três grupos, que representam uma parte das possibilidades, diversos são os indicadores e interpretações possíveis. Indicadores de produtividade tecnológica O indicador de patente mais elementar é baseado na contagem, porém, apesar de não parecer, apresenta razoável complexidade. Podem ser analisados de diferentes óticas temporais e geográficas e com diversos objetivos. Pode ser analisado o número de patentes registradas por uma empresa ou por todas as empresas de um setor, patentes registrado por inventores de um determinado país de forma global ou por setores de atividade. Essas contagens permitem realizar análises e comparações temporais (entre determinada categoria de atores ou tecnologias), assim como entre atores (entre países ou instituições) (CALLON, COURTIAL e PENAN, 1995). Os indicadores baseados na contagem de publicações são apresentados por Spinak (2003) como: os de quantidade de patentes (número de patentes registradas por uma instituição, por exemplo, uma empresa ou país; evolução da quantidade de patentes, seu crescimento, distribuição e desempenho nas áreas tecnológicas); crescimento porcentual de patentes por área (mudança na quantidade de patentes entre os períodos de tempo expressa em porcentagem, permitindo identificar ramos tecnológicos com maior ênfase e aqueles que...
View Full Document

This document was uploaded on 01/24/2014.

Ask a homework question - tutors are online