Rodrigues et al 2003 em suma algumas das mais diversas

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: os países do mundo. (MELLO; PAULILLO; VIAN, 2007, p.28). A Comunidade Europeia, considerada com a maior experiência internacional na produção e uso de combustíveis renováveis, entende como biocombustível o combustível em estado líquido ou gasoso utilizado para transportes, produzido de biomassa, que, por sua vez, é considerado a fração biodegradável de produtos e resíduos provenientes da agricultura (vegetais e animais), da silvicultura e das indústrias conexas, bem como a fração biodegradável dos resíduos industriais e urbanos, abrangendo, então, o biodiesel, o biogás e o biometanol, dentre outros. O biodiesel é um [...] “éster metílico produzido a partir de óleos vegetais ou animais, com qualidade de combustível para motores diesel, para utilização como biocombustível.” No Brasil, a Agência Nacional do Petróleo (ANP), “[...] define biodiesel como sendo um combustível composto de mono-alquilésteres de ácidos graxos de cadeia longa derivados de óleos vegetais ou de gorduras animais, designado B100.” São considerados, desse modo, [...] “todo combustível obtido de biomassa que possa substituir parcial ou totalmente o óleo diesel de origem fóssil em motores ciclo diesel, automotivos e estacionários”, o que possibilita o 39 uso de diversas rotas tecnológicas para obtenção, permitindo [...] incluir, além do próprio óleo in natura, obtido por transesterificação etílica ou metílica, por craqueamento, ou ainda por transformação, em líquido, de gases obtidos de biomassa (RODRIGUES et al, 2003, p. 3). Torres et al (2006) definem biodiesel como: [...] um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis como óleos vegetais e gorduras animais que, estimulados por um catalisador, reagem quimicamente com o álcool etílico ou o metanol. Desse processo químico resulta um combustível de alta qualidade que substitui o óleo diesel fóssil sem necessidade de modificação do motor. (TORRES et al, 2006, p. 90). Mesmo diante dos avanços delineados por alguns países Europeus, diversos são os motivos que fazem do Brasil um país dos mais promissores na produção de biocombustíveis. Características como extensão territorial, qualidade do solo e condições climáticas são consideradas privilégios, de poucos, para a produção de matérias-primas. O país possui experiência e destaque no cenário internacional de biocombustíveis, o qual, além das competências trilhadas em biodiesel, tem em seu currículo o indiscutível sucesso do etanol, iniciado com a implantação do PROÁLCOOL em 1970, e que hoje é visto como modelo internacional, tendo o Brasil como maior produtor mundial deste combustível. Para se ter ideia do potencial brasileiro, do ponto de vista de terras produtivas, além da área já ocupada por atividades agropecuárias, o país ainda dispõe de, “[...] aproximadamente, 140 milhões de hectares agricultáveis tornando-o um dos únicos, senão o único, país do mundo capa...
View Full Document

Ask a homework question - tutors are online