Tal procedimento contribui para evitar problemas na

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: reta os SNI como sendo uma construção institucional, produto de uma ação planejada e consciente ou de uma somatória de decisões não planejadas e desarticuladas, que impulsiona o progresso tecnológico em economias capitalistas complexas. Em um sistema de inovação são criados fluxos de informação fundamentais ao processo de inovação tecnológica. Para alguns autores, como Edquist (1997), ainda não há consenso sobre a conceituação fundamental da abordagem dos SNI, sobre quais elementos e relações são essenciais, bem como sobre qual seria o conteúdo preciso deles. No entanto, a OCDE (1994), destaca que, apesar do emprego diferenciado por diversos autores da expressão "Sistemas Nacionais de Inovação", há um consenso de que, independentemente do seu significado preciso, o conceito proposto é mais abrangente e representativo do que as propostas e modos de entendimentos anteriores. É importante relatar que alguns estudos têm estabelecido diversos recortes da realidade. Um SNI pode ser analisado em diferentes níveis: nacional, regional, internacional, etc. Neste sentido, por exemplo, enquanto Rocha e Ferreira (2004), publicaram um estudo de alguns estados brasileiros (regiões de um país), Velho (2004), em publicação intitulada Science and technology in Latin America: an overview, estuda características dos sistemas de inovação de diversos países latino-americanos. Um exemplo clássico, onde o foco principal é em um país, é o próprio trabalho publicado por Freeman (1988): Japan: a new national system of innovation? Independentemente dos recortes da realidade, das interpretações que podem ser dadas aos SNI, é consenso que a abordagem contribuiu para um 57 melhor entendimento do processo de inovação, destacando-se segundo Cassiolato e Lastres (2000, p. 237-238): • • • • • o reconhecimento de que inovação e conhecimento (ao invés de serem considerados como fenômenos marginais) colocam-se cada vez mais visivelmente como elementos centrais da dinâmica e do crescimento de nações, regiões, setores, organizações e instituições; a compreensão de que a inovação constitui-se em processo de busca e aprendizado, o qual, enquanto dependente de interações, é socialmente determinado e fortemente influenciado por formatos institucionais e organizacionais específicos; a idéia de que existem marcantes diferenças entre os agentes e suas capacidades de aprender (as quais refletem e dependem de aprendizados anteriores, assim como da própria capacidade de esquecer); o entendimento de que existem importantes diferenças entre sistemas de inovação de países, regiões, setores, organizações, etc., em função de cada contexto social, político e institucional específico; a visão de que, se por um lado informações e conhecimentos codificados apresentam condições crescentes de transferência - dada a eficiente difusão das TIs - conhecimentos tácitos de caráter localizado e específico continuam...
View Full Document

This document was uploaded on 01/24/2014.

Ask a homework question - tutors are online