5800676

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: anto, como essas organizações mantiveram atividades colaborativas com organizações de países que não possuem suas patentes indexadas na base DII, as mesmas aparecem nas análises, porém não fazem parte do foco principal. Considera-se que em estudos de colaboração científica, independentemente do recorte utilizado, todos os atores sociais devem ser considerados. Caso as organizações dos países com patentes não indexadas na DII fossem excluídas da análise de colaboração, muitas análises seriam incoerentes. Afirmações relativamente simples como, por exemplo, a que um determinado país possui atividades colaborativas maiores ou menores que outro seria questionável. Além do mais, poderiam não ser captadas interações entre diferentes tipos de organizações, o que limitaria o foco principal da presente pesquisa, que está relacionado à construção e compreensão de indicadores de relações entre a C&T. Com a incorporação das organizações dos países que não possuem suas patentes indexadas na base DII, chega-se ao total de 566. Sem a inclusão dessas organizações, ou seja, considerando-se apenas as que possuem suas patentes indexadas na base DII, tem-se o montante de 547 organizações. Do total de 885 artigos, constata-se que em 571 não há nenhuma atividade colaborativa. Dos artigos sem atividade colaborativa, 47 são de organizações categorizadas em Empresas e Institutos Privados de Pesquisa (EIPPs) e 524 são de Instituições de Ensino e Institutos Públicos de Pesquisa (IEIPPs). O número de artigos que foram elaborados com algum tipo de colaboração representa 314 no total. De todo esse montante, existem as mais diversas combinações possíveis de 181 tipos de organizações e modalidades de publicação, as quais podem ser conferidas na Tabela 10. Tabela 10 – Modalidades de publicação de artigos pelos tipos de organizações identificadas em biodiesel Tipo de publicação Quantidade % a) Artigos que contém apenas Empresas e Institutos Privados de Pesquisa 52 - Artigos de Empresas e Institutos Privados de Pesquisa (individual) 47 6,9 - Artigos em colaboração contendo apenas Empresas e Institutos 5 Privados de Pesquisa b) Artigos que contém apenas Instituições de Ensino e Institutos Públicos 739 de Pesquisa - Artigos de Instituições de Ensino e Institutos Públicos de Pesquisa 524 83,5 (individual) - Artigos em colaboração contendo apenas Instituições de Ensino e 215 Institutos Públicos de Pesquisa c) Artigos em colaboração entre Empresas e Institutos Privados de 91 10,3 Pesquisa e Instituições de Ensino e Institutos Públicos de Pesquisa d) Artigos em colaboração entre Instituições de Ensino e Institutos Públicos 1 0,1 de Pesquisa e organizações não identificadas e) Artigos em colaboração entre Empresas e Institutos Privados de 2 Pesquisa, Instituições de Ensino e Institutos Públicos de Pesquisa e 0,2 organizações não identificadas Total 885 100 As informações disponibilizadas na Tabela 10 demonstram a complexidade de um Sistema Nacional de Inovação. Os tipos de relações entre organizações são as mais diversas, a ponto de poderem ser consideradas paradoxais. As informações mais intrigantes apresentadas, residem no fato de que um número importante de artigos (47) foi publicado individualmente por EIPPs. Somado a isso, existem artigos publicados em colaboração entre duas ou mais EIPPs (5), sem nenhuma participação de IEIPPs. Entende-s...
View Full Document

This document was uploaded on 01/24/2014.

Ask a homework question - tutors are online