20-temp_teor_cinetica_mec_estat_prim_lei_termodin

1 3 5 2n 1 0 a 2 n 1 a n aplicando se a integral de

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: tuação: V2 V1 n01 T0 p0 n02 p0 V2 V1 n1 T0 T0 p n2 T p Durante o processo termodinâmico descrito no enunciado a quantidade de gás no recipiente permaneceu constante. Seja n01 e n02 o número de moles de gás na condição inicial e n1 e n2 o número de moles de gás na condição final. Pode-se afirmar que: n01 + n02 = n1 + n2 (1) Utilizando-se a equação de estado do gás ideal, resolvida para o número de moles, n: pV (2) n= RT Pode-se substituir (2) em (1), utilizando-se as variáveis de estado apropriadas, de acordo com o esquema inicial. p0V1 p 0V2 pV1 pV2 + = + RT0 RT0 RT0 RT ________________________________________________________________________________________________________ a Cap. 23 – A Teoria Cinética e o Gás Ideal Resnick, Halliday, Krane - Física 2 - 4 Ed. - LTC - 1996. 62 Problemas Resolvidos de Física Prof. Anderson Coser Gaudio – Depto. Física – UFES ⎛V V ⎞ p⎜ 1 + 2 ⎟ ⎜T ⎟ ⎝ 0 T⎠ Resolvendo-se (3) para a pressão final, p: p V1 + V2 p= 0 T0 ⎛ V1 V2 ⎞ ⎜+⎟ ⎜T ⎟ ⎝ 0 T⎠ p0 (V1 + V2 ) = T0 (3) Substituindo-se pelos valores numéricos apropriados, não se esquecendo de converter todas as temperaturas T0 e T para Kelvin: p = 1,74443 K ≈ 1,74 K [Início seção] [Início documento] 15. Considere uma amostra de gás argônio a 35,0oC e sob pressão de 1,22 atm. Suponha que o raio de um átomo (esférico) de argônio seja 0,710 × 10−10 m. Calcule a fração do volume do recipiente que é realmente ocupada pelos átomos. (Pág. 197) Solução. A fração pedida (f) corresponde à razão entre o volume dos N átomos presentes (Vat) e o volume da amostra de gás (V). 4 N. π r3 Vat 4π Nr 3 p 4π r 3 pN A 3 = = = f= nRT N 3RT V 3 RT p NA Na equação acima, utilizamos a equação de estado do gás ideal pV = nRT e a relação n = N/NA, em que n é o número de moles da amostra e NA é o número de Avogadro. 4π ( 0, 710 × 10 −10 m ) (1, 2322 × 105 Pa ) ( 6, 02 ×1023 mol−1 ) 3 f= 3 ( 8,314 J/K.mol )( 308,15 K ) = 4,3407 × 10−5 f ≈ 4,34 ×10−5 [Início seção] [Início documento] 22. A lei de Dalton afirm...
View Full Document

This document was uploaded on 02/03/2014.

Ask a homework question - tutors are online