A sinalizao de no ter rating que o investimento de

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: m relação às vendas, é relevante no ponto em que o fornecedor não cobra juros. Quanto mais fornecedor a pagar tem em relação a vendas melhor, pois são os fornecedores que estão financiando as vendas (Olhando o ciclo de caixa, que é o momento que a empresa paga até o que ela recebe, quanto menor o ciclo de caixa melhor – por isso a relação fornecedores/vendas é importante. Quanto mais o fornecedor dá prazo, volume de crédito, melhor para a empresa. Quanto menor o ciclo de caixa melhor, porque você não está usando dinheiro seu). O (lucro operacional + despesas financeiras) dividido por (ativo médio – investimento médio), índice é parecido com o retorno sobre ativo (ROA), o ROA é diferente pois trabalha com o lucro líquido. Se usar lucro operacional como está na DRE, não leva em consideração que algumas empresas podem pegar dinheiro dos credores e outras dos acionistas. Usar o lucro operacional e somar a despesa financeira, isola-se o efeito da empresa tomar dinheiro emprestado ou não. Avaliar o desempenho da empresa só no negócio. Se uma empresa tem mais dívida, imaginando que todas as outras variáveis ! 33! sejam idênticas, então o lucro da com dívidas será menor, o que não quer dizer que B seja pior, está pegando dinheiro emprestado de outra forma. O (Passivo circulante + Passivo não circulante) dividido pelo (Lucro líquido + 0,1 imobilizado médio) é a dívida em relação ao lucro. É parecido, mas não igual ao indicador utilizado pelo mercado de dívida pelo EBITDA. A soma do 0,1 é que parte do lucro será investido no imobilizado. Coloca a dívida sobre o lucro mais a necessidade de reposição. Como podemos prever insolvência? Ter uma função que pode ter resultado maior que zero (solvente) e se é menor que 0, tem potencial para insolvência. O resultado pode ser totalmente disperso. O resultado foi padronizado. A probabilidade de solvência pode ser 0,2, 0,5, 0,80, 0,95 e 0,95. Quanto maior o Z, menor o risco de insolvência. Precisamos saber que existem modelos de previsão de falência. Rating Definição: O rating é uma opinião independente (agência fazendo análise sobre emissor ou emissão específica) sobre um emissor de um título ou sobre emissão específica feita por um emissor. Títulos de um mesmo emissor podem ter classificação diferentes. A diferença pode ser em relação à prioridade e à maturidade dos títulos, assim como garantia. A empresa pode oferecer garantia (collateral). Quando tem garantia, o risco de perda do credor é menor. O credor pode executar a garantia (a hipoteca é uma garantia, se o sujeito não a paga, a casa pode ser tomada dele). Quanto maior a duração, mais tempo para receber o dinheiro e portanto, o risco será maior. As agências de rating olham a capacidade de pagamento, risco de default, risco de inadimplência (não escrever calote na prova!). A agência de rating olha o risco do título, olha o default. Qual é a utilidade? Possui utilidade para investidores, emissores e desenvolvimento do mercado de capitais. Se os investidores possuem dinheiro e querem emprestar para alguém, o investidor tem uma noção da nota, que mostra se vale a pena ou não investir (quanto é a nota e quando a empresa vai pagar de juros). A grande função do intermediário financeiro (agência de rating) é que nem todos aqueles que irão investir entendem de finanças. O investidor vai conseguir investigar a relação risco (nota) e retorno (taxa e juros que a empresa está pagando). Para o emissor (devedor) mostra o custo do empréstimo. Para o emissor, paga para alguém dar nota porque vai acabar ficando mais conhecido e tem influência no custo do empréstimo. Para o mercado de capitais como um todo (mercado de dívida), é deixar mais fácil para pessoas que não entendem direito de finanças investir. Alguém faz o trabalho de elucidar os investidores. Fica mais fácil até para as empresas terem instrumentos de capitação. Os emissores de títulos pagam para terem avaliação de risco de crédito, se submeterem ao processo de rating. O rating vem depois do processo. Os ratings dependem da probabilidade de inadimplência pela empresa (mais possibilidade das dívidas não serem honradas), da proteção dada pelo contrato de empréstimo em caso de inadimplência (garantia, se o título tem cláusulas de proteção, o investidor estar totalmente garantido, isolar o título da empresa). As notas não são para a empresa e sim para o título. Equity não tem risco de default, se você é acionista, você está no risco do negócio, não existe questão de default para o acionista. Nem quando se trata do país é o país inteiro, ! 34! são determinados títulos. Se os ratings da empresa são rebaixados, isso pode ter relação com ações, mas não afeta diretamente. Os ratings são construídos a partir de informações da própria empresa. Exemplo do caso Enron, emitem uma opinião e usaram informações da empresa. Agências fornecem uma visão objetiva...
View Full Document

Ask a homework question - tutors are online