O eva no resolve o problema da empresa o diagnstico

Info iconThis preview shows page 1. Sign up to view the full content.

View Full Document Right Arrow Icon
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

Unformatted text preview: capital próprio. Pode medir o desempenho da empresa pelo lucro líquido? A demonstração de resultados começa coma receita de vendas e termina no lucro líquido, mostra a variação da riqueza para fins contábeis. Mas no lucro existem componentes operacionais e não operacionais, receita financeira, despesa financeira. A receita financeira não é operacional e não tem relação com a dinâmica financeira da empresa. Tem despesa maior ou menor dependendo da quantidade de capital que está tomando. No próprio lucro líquido, existem resultados não operacionais (venda de participações, bem da propriedade). O lucro contábil tem utilidade para tributação e pagamento de dividendos. Queremos medir desempenho, geração de valor. Não podemos utilizar o lucro líquido. Por que geração de valor ao acionista? • A partir de 95, globalização e desregulamentação dos mercados de capital (diminuição das restrições de entrada e saída de dinheiro), fim dos controles sobre capitais e câmbio. Muito ruim para o país restringir entrada e saída de dinheiro. O dinheiro vai para qualquer lugar. • Avanços em tecnologia de informações. • Maior liquidez nos mercados de títulos. • Melhora na regulação dos mercados de capitais. • Mudanças de atitude das novas gerações para poupar e investir. • Expansão dos investimentos institucionais. Muitas empresas são propriedade de fundos de investimento. O investidor institucional usa o dinheiro dos outros e tem, portanto, compromisso de retorno. A consequência desses tópicos é que aumenta a mobilidade dos capitais. O dinheiro vai para onde oferecer melhor retorno perante o risco que os investidores estão querendo assumir. As empresas perceberam a um tempo que existe uma concorrência muito forte pelo dinheiro. A empresa concorre muito mais pelo dinheiro do que em seu mercado de atuação. Esse plano de fundo trouxe a preocupação de medir se está gerando dinheiro para o acionista ou não. A partir dessa mensuração, trabalhar para melhorar a riqueza que gera. A riqueza diz respeito a saber se a empresa é eficiente ou não. Lucro Contábil só considera o custo de capital de terceiros, não considera o custo de capital próprio. Aumento na mobilidade dos capitais • Empresas competem não somente nos mercados de seus produtos, mas também nos mercados de capitais. ! 47! O principal objetivo é a maximização da riqueza do acionista, refletida na maximização do preço da ação (Valor da Empresa). Leva em conta os fluxos de caixa, a distribuição dos fluxos no tempo e seu risco. Lucro líquido • Considera resultado operacional e não operacional. • É influenciado por critérios contábeis (depreciação, provisões), pode aumentar ou diminuir sem que haja alteração na eficiência da empresa. Menos provisão para perda de crédito, a despesa diminui e o lucro aumenta. • Participações societárias. • Recorrentes e não recorrentes. • Não considera o custo total de capital (só considera o custo de capital de terceiros). • Imposto de renda (benefícios tributários, compensação de prejuízos). Como medir, portanto, a geração de valor? EVA = não trabalhar mais com lucro líquido, trabalha com o lucro operacional. Receitas, custos e despesas (sem receita e despesa financeira, porque é não operacional) e chegase ao EBIT. Lucro antes de juros, ou seja, sem efeitos financeiros. Disso, é subtraído o imposto de renda. É efetivamente quanto a empresa paga de imposto de renda? Não necessariamente, coloca o imposto que a empresa deveria pagar em relação a seu resultado operacional. Chega-se ao NOPAT (Lucro Operacional Após o Imposto de Renda). Até aí usou a DRE e ao invés de usar o lucro líquido, considerou somente as receitas, custos e despesas operacionais. Não pode afirmar que está tudo bem se o NOPAT for positivo. Para existir, a empresa precisou fazer investimento. A empresa continuamente investe em ativos operacionais. Sem investimento não há empresa. A empresa investe em ativos como caixa mínimo, duplicatas a receber, estoque (ACO). Uma empresa não existe sem ativo circulante operacional (seria exceção da exceção). A duplicata é um investimento indireto (não pega dinheiro e aplica em duplicatas a receber, surge naturalmente na operação do negócio). Além dos ativos circulantes, a empresa investe em máquina, equipamento, tecnologia (ativos de longo prazo). Para empresa ter investimento, precisa de dinheiro. Dinheiro de quem? Dos acionistas e dos credores. No passivo, estão os empréstimos, financiamentos (juros) e patrimônio líquido (formalmente não precisa pagar nada, mas também precisa ser remunerado). O passivo tem um custo para a empresa, os credores e acionistas representam o custo de capital. Se o NOPAT for positivo, não sabe se isso é bom, a empresa possui ativos operacionais que estão sendo financiados, e isso tem um custo. É preciso subtrair do NOPAT o custo médio do capital (WACC) x Ca...
View Full Document

This document was uploaded on 02/18/2014.

Ask a homework question - tutors are online