Logo esse é um caso em que se deve aplicar o princí

Info icon This preview shows pages 51–53. Sign up to view the full content.

sistemas de infiltração compensatórios. Logo, esse é um caso em que se deve aplicar o princí- pio da prevenção, pois se conhece o dano potencial que pode ser evitado. Embora o projeto de engenharia já deva contemplá-lo, não o fazendo, deve a execução adotá-lo. A infiltração, no entanto, projetada ou não, requer cuidados em relação a problemas que podem dela se originar, como é o caso da erosão interna, da esqueletização do maciço, das rupturas de encosta, da ocorrência de subsidências, dentre outros. Exemplifica-se aqui com o caso relatado por Camapum de Carvalho et al. (1999). Em uma antiga cascalheira locali- zada próximo à cidade satélite Recanto das Emas, no Distrito Federal, ao passar a atuar após o término de sua exploração como bacia de retenção e infiltração, deu origem, por meio de um processo de erosão interna, à importante subsidência quando da execução das obras de implantação das lagoas de estabilização para tratamento de esgoto daquela localidade. Esse é um caso interessante, pois a solução adotada para promover a infiltração das águas pluviais,
Image of page 51

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Tópicos sobre infiltração: teoria e prática aplicadas a solos tropicais 16 na busca de se evitarem problemas de erosão com formação de sulcos, ravinas e voçorocas, deu origem, por meio da infiltração localizada, a um processo de erosão interna que surgiu por não ser a matriz grossa do material natural filtro da matriz fina. Nesse caso, a análise dos critérios de filtro, pouco usual enquanto verificadora do próprio material, acoplada ao fato de que a área situava-se próxima ao bordo de chapada, portanto, em condições favoráveis de fluxo com gradientes hidráulicos elevados, teriam conduzido a preventivamente não adotar o fundo de jazida como área de infiltração concentrada. Muitas vezes, no entanto, o princípio da prevenção não é na prática aplicado na en- genharia, por simples deficiência na educação, pois os engenheiros, de um modo geral, são formados focando a atenção no ponto, no problema específico a resolver naquele momento, quando o ideal seria serem formados também com uma percepção dos reflexos do projeto e, por consequência, da própria obra ao longo do tempo, no todo, para o meio ambiente, para a sociedade e para a qualidade de vida. O princípio da precaução, por sua vez, corresponde à situação em que se tem conheci- mento de que o risco existe, mas não é perfeitamente conhecido, devendo-se por precaução evitar a prática passível de provocar dano. É evidente que esse princípio não deve se prestar a imobilizar as atividades humanas (MACHADO, 2007), em especial as de engenharia, pois nestas sempre existe algum risco. A sua aplicação deve ser vista como um mecanismo que visa assegurar a qualidade de vida das gerações e a preservação do equilíbrio ambiental e que geralmente confere maior segurança à própria obra.
Image of page 52
Image of page 53
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern