No perfil de intemperismo é comum o nível dágua

Info icon This preview shows pages 72–74. Sign up to view the full content.

No perfil de intemperismo, é comum o nível d’água freático, quando presente, encon- trar-se no contato com o solo pouco intemperizado, solo saprolítico. Logo, geralmente, quan- to menos espesso o manto de intemperismo, mais superficial é o nível d’água freático. Cabe destacar que quanto mais superficial for o nível d’água, maior deve ser a preocupação com a qualidade da água a ser infiltrada, devido ao aumento do risco de contaminação dessa água. A posição do nível d’água é, ainda, importante para se definir o tipo de estrutura de infiltração (poços, trincheiras, valas) a ser adotada no projeto de drenagem. No processo de infiltração, as características físicas e químico-mineralógicas do manto de intemperismo assumem grande relevância. Mineralogicamente, os solos mais jovens, solos
Image of page 72

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Tópicos sobre infiltração: teoria e prática aplicadas a solos tropicais 38 saprolíticos, são, geralmente, constituídos de minerais primários e minerais expansivos. Se- gundo Brandão et al. (2006), os solos ricos em minerais expansivos apresentam, no processo de expansão, redução na condutividade hidráulica devido ao bloqueio e à redução do tama- nho dos poros. Cabe destacar que a redução do tamanho de poros tende a ser marcante em condições de confinamento, devido ao impedimento da variação do volume total, o que faz com que parte do volume de vazios inicial se transforme em aumento da distância interplanar basal durante o processo de expansão mineralógica. Quando em condições de expansão livre, a redução da condutividade hidráulica não necessariamente ocorrerá. Os solos tropicais profundamente intemperizados são, em geral, ricos em minerais do grupo da caulinita e em oxi-hidróxidos de alumínio e ferro. Esses minerais são pouco ativos e, geralmente, sujeitam o solo a pequenas variações volumétricas no processo de molhagem e secagem. As características químicas do solo, por estarem diretamente ligadas a energias disperso- ras e agregadoras das partículas de solo, assumem grande importância frente às caracterísiti- cas do fluido de infiltração, devido à presença de íons, como os de sódio, potácio, magnésio e cálcio, presentes com frequência nos insumos agrícolas e em águas servidas. Apesar da importância da composição químico-mineralógica do solo frente à questão da infiltração, talvez a característica mais relevante seja a estrutural. Nos solos pouco intemperiza- dos, as partículas se encontram mais ou menos independentes ou formando pacotes de argila (Figura 7a). Nesses solos, os poros disponíveis, utilizados no fluxo de água, estão disseminados no volume como um todo, formando distribuição bem graduada ou uniforme segundo a tex- tura do solo. Esses solos comumente apresentam baixa condutividade hidráulica se compara- dos aos solos arenosos. Já os solos profundamente intemperizados, solos lateríticos, apesar de muitas vezes argilosos, são marcados não só por elevadas porosidades inerentes ao processo
Image of page 73
Image of page 74
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern