2 acomodação das garrafas pet figura 9 3

Info icon This preview shows pages 369–372. Sign up to view the full content.

2. Acomodação das garrafas PET (Figura 9); 3. Posicionamento da instrumentação (Figura 10); 4. Fechamento da manta de geotêxtil (envelopamento das garrafas PET) (Figura 11); 5. Colocação de 10 cm de areia grossa para o fechamento da vala (Figura 12). Figura 9. Acomodação das Garrafas PET. Figura 10. Posicionamento da instrumentação.
Image of page 369

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Tópicos sobre infiltração: teoria e prática aplicadas a solos tropicais 340 Figura 11. Envelopamento das garrafas PET. Figura 12. Fechamento da célula com uma camada de 10 cm de areia. 5 Resultados dos ensaios de campo e laboratório 5.1 Ensaio de Infiltração Foram realizados dois ensaios de infiltração em furo de sondagem, um até 0,50 m e outro até 0,80 m de profundidade (Tabela 1). Como de qualquer modo a infiltração não dispõe de camada de filtração, dada a proximidade no nível de água, a instalação dos colchões drenantes um pouco mais profundos favoreceria, no caso, a infiltração, pois, apesar de a diferença de carga em relação ao nível freático ser mantida, a permeabilidade do solo local aumenta com a profundidade, conforme indicado na Tabela 1. Por facilidade de execução, manteve-se, no entanto, a profundidade especificada de 0,50 m. Tabela 1. Taxa de infiltração e permeabilidade. Profundidade (m) Taxa de infiltração (mm/h) Permeabilidade de campo (cm/s) 0,5 11,7 3,2 x 10 -4 0,8 45,0 1,2 x 10 -3
Image of page 370
Estruturas superficiais de infiltração: colchões drenantes 341 5.2 Ensaio panda Foram realizados cinco ensaios panda – dois utilizando a ponta com 2 cm 2 de área (Fi- gura 13) e três utilizando a ponta com 4 cm 2 de área (Figura 14). Apesar de a área da ponta de 2 cm 2 ser ligeiramente superior à da haste de cravação, não é raro, devido ao fechamento do furo, ela oferecer certo atrito lateral, superestimando a resistência de ponta que se está a medir. Para os ensaios realizados, observa-se que os resultados obtidos para a ponta de 2 cm 2 tenderam a serem superiores aos da ponta de 4 cm 2 nos primeiros 40 cm do perfil de solo. Destaca-se, porém, que essa camada corresponde a um solo compacto contendo pedriscos, o que pode ter gerado a diferença de comportamento entre as duas pontas. A partir de 1 m de profundidade, os resultados foram muito semelhantes entre os dois tipos de ponta. Observa- -se ainda dos resultados que a resistência tende a aumentar até 0,20 m a 0,25 m de profundi- dade, passando, então, a diminuir até 0,80 m a 1,00 m de profundidade. Aparentemente, esta seria a zona mais ativa quanto a variações sazonais do lençol freático. 5.3 Difratometria de raios X (DRX) A análise foi realizada no Laboratório de Difração de raios X, do Instituto de Geociên- cias da Universidade de Brasília. Foi utilizado o método do pó, e os resultados foram interpre- tados utilizando-se o software JADE 3.0, com banco de dados ICCD, (1996).
Image of page 371

Info icon This preview has intentionally blurred sections. Sign up to view the full version.

Image of page 372
This is the end of the preview. Sign up to access the rest of the document.

{[ snackBarMessage ]}

What students are saying

  • Left Quote Icon

    As a current student on this bumpy collegiate pathway, I stumbled upon Course Hero, where I can find study resources for nearly all my courses, get online help from tutors 24/7, and even share my old projects, papers, and lecture notes with other students.

    Student Picture

    Kiran Temple University Fox School of Business ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    I cannot even describe how much Course Hero helped me this summer. It’s truly become something I can always rely on and help me. In the end, I was not only able to survive summer classes, but I was able to thrive thanks to Course Hero.

    Student Picture

    Dana University of Pennsylvania ‘17, Course Hero Intern

  • Left Quote Icon

    The ability to access any university’s resources through Course Hero proved invaluable in my case. I was behind on Tulane coursework and actually used UCLA’s materials to help me move forward and get everything together on time.

    Student Picture

    Jill Tulane University ‘16, Course Hero Intern